*
 
 

A princesa Maria Gabriela de Orléans e Bragança, mais conhecida como Lelli, deu rasante em Brasília para o lançamento da exposição Exuberância Tropical, com 21 telas inspiradas na flora e fauna da Mata Atlântica. Em entrevista exclusiva ao Metrópoles, ela falou sobre infância, sua formação, a nobreza europeia e o sobrinho Luiz Philippe, eleito deputado federal em São Paulo.

Descendente da família imperial brasileira, a artista natural do Paraná foi criada em fazendas do interior do estado e em Vassouras, no Rio de Janeiro. Caçula de 12 irmãos, ela se identifica como a parte artística da família, “que adora uma aventura”.

Família real do mundo moderno
Mesmo sendo uma princesa no mundo moderno, Lelli avalia que, ao mesmo tempo em que o título abre portas no meio social, fecha quando o assunto é trabalho. “Muita gente acha que uma princesa não precisa trabalhar; não é artista. Pinta porque em toda família real tem um pintor”, essas foram algumas das duras críticas recebidas por ela.

 

Formação artística 
A arte sempre foi muito presente em sua família. Os parentes por parte da mãe, a princesa Maria Isabel da Baviera, eram grandes mecenas; Dom Pedro II pagou vários artistas para que estudassem artes fora do Brasil, assim como a princesa Isabel.

O interesse pessoal surgiu ainda criança, com influências da mãe e do pai, o príncipe Pedro Henrique de Orleans e Bragança. Lelli lembra de ter sido alfabetizada com pincéis, pintando letras e números, até ingressar na escola.

 

Exposição Exuberância Tropical
Apaixonada pela exuberância da Mata Atlântica, a artista trouxe 21 telas para Brasília em sua segunda exposição individual no Brasil. Todas elas retratam as belezas da flora e fauna nacionais, em especial, as aves silvestres. Em seu ateliê, em São Paulo, Lelli pintou 14 obras, chamadas carinhosamente de Pequenas Preciosas, e sete maiores, de 1,2m x 1,7m.

O fascínio pela natureza vem de criança, dos tempos em que morava em Vassouras, cidade do interior do Rio de Janeiro, e das férias com a família, em praias e em meio à Mata Atlântica.

Além disso, a família por parte da imperatriz Leopoldina era apaixonada pelo bioma. “É algo que já vem enraizado na família. Eu sempre fui muito fascinada pelas plantas e as cores”, disse.

 

Carreira política do sobrinho Luiz Philippe de Orléans e Bragança
Aos 49 anos, o príncipe Luiz Philippe de Orléans e Bragança foi eleito deputado federal em São Paulo pelo Partido Social Liberal (PSL), em meio às críticas de que a família real não deveria se meter em política.

Lelli defende o sobrinho e lembra que, apesar de Luiz Philippe ser príncipe, ele não é herdeiro da monarquia portuguesa e é extremamente qualificado.

 



 


EntrevistaFamília realLelli de Orleans e Bragançaprincesa Lellifamília real portuguesa