Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Conheça a advogada à frente do divórcio de Kim Kardashian e Kanye West

O jornal Bloomberg descreveu Laura Wasser como alguém que “raramente representa pessoas que têm menos de US$ 10 milhões”

atualizado 23/02/2021 14:21

Kim Kardashian, Laura Wasser e Kanye West @kimkardashian/@laurawasserofficial/Reprodução/Instagram/Neil Mockford/Getty Images

Em maio de 2014, o “mundo” parou para dar uma espiada em um dos casamentos do ano. Kim Kardashian e Kanye West disseram sim um ao outro em uma cerimônia milionária realizada em Florença, na Itália. Prestes a completar sete anos de matrimônio, o casal pôs um fim no relacionamento amoroso. Segundo a revista People, a empresária pediu o divórcio ao cantor, com quem tem quatro filhos: North West, Saint, Chicago e Psalm com 7, 5, 3 e 2 anos, respectivamente. À frente de toda a papelada que envolve a guarda das crianças e acordo pré-nupcial, está a advogada Laura Wasser.

No quesito separação das celebridades de Hollywood, Laura é uma das mais requisitadas. Kim, inclusive, já acionou a especialista em 2013, ao se divorciar do primeiro marido, o jogador de basquete Kris Humphries. Há quem defina a profissional como advogada das Kardashians, por já ter trabalhado em causas de Khloe Kardashian e de Kris Jenner, matriarca da badalada família.

Foi a especialista quem se encarregou de negociar os prós e contras da separação polêmica de Brad Pitt e Angelina Jolie, alcunhada de Brangelina. Até então, o divórcio de Brad e Angelina encabeçava a lista de casos de destaque de Laura Wasser. Agora, a primeira posição será tomada pelo fim do casório de Kim e Kanye. Dentre os motivos, há especulações em torno do que está em jogo, como a divisão de bens. Acredita-se que eles tenham optado por uma separação amigável. A advogada tem trabalhado com calma e meticulosamente, mesmo na histeria hollywoodiana, de acordo com o portal London Evening Standard. Atualmente com 52 anos, a profissional cobra US$ 850 a hora, o equivalente a R$ 4,6 mil.

Laura Wasser
Laura Wasser é a advogada das celebridades hollywoodianas
Especialista

O direito “corre” nas veias de Laura, apelidada pelo TMZ de “Rainha do Divórcio”. Nascida em Los Angeles, ela é sócia do escritório LA Wasser, Cooperman & Mandles, cofundado por seu pai, Dennis Wasser, em 1976. A advogada formou-se na área pela Loyola Law School, em 1986. Anos depois, ingressou nos negócios do patriarca. No currículo da especialista, consta a criação do serviço de separação on-line, It’s Over Easy, além de comandar dois podcasts e participar do documentário Divorce Corp, de 2014.

O jornal Bloomberg descreveu a advogada como alguém que “raramente representa pessoas que têm menos de US$ 10 milhões”. No início da carreira, Laura atuou em um escritório em prol dos direitos dos deficientes. Especialista em rompimento de casamentos, ela também já passou pela situação de colocar um ponto-final em uma relação. Em busca de dar uma guinada na profissão, a expert procurou o pai, que deu carta branca à filha para ficar à frente de casos menores. O primeiro divórcio “estratosférico” que a profissional teve nas mãos foi do cantor Stevie Wonder.

Tendo a carreira deslanchada, Laura representou uma tribo estrelada nos tribunais. Jeff Bezos, Britney Spears, Heidi Klum, Ashton Kutcher, Mariah Carey, Gwen Stefani e por aí vai. Recentemente, ela esteve envolvida em dois divórcios conturbados: de Liam Hemsworth e Miley Cyrus, e também de Johnny Depp e Amber Heard. Em 2015, a especialista cuidou da separação de Jennifer Garner e Ben Affleck. Como fez um trabalho exemplar, Stevie Wonder requisitou novamente a expertise da advogada em um rompimento amoroso.

Stevie Wonder e Laura Wasser
Stevie Wonder e Laura Wasser tornaram-se amigos. Ela o representou em dois rompimentos
Táticas

Nos bastidores, a advogada é reconhecida por ser detalhista, cuidadosa e discreta, nem o próprio pai sabe dos processos trabalhados pela filha. Para dar start na papelada, Laura Wasser exige um adiantamento no valor de R$ 158 mil. No primeiro momento, a profissional orienta os clientes a concordarem com alguns termos de antes de fazerem declarações, comportarem-se de modo amigável publicamente e, se possível, tentarem sempre minimizar a história.

Uma estratégia usada pela especialista é divulgar pontos importantes de vários divórcios simultaneamente a fim de amenizar o foco da imprensa em só um rompimento. Em 2015, a tática foi colocada em prática nas separações das clientes Gwen Stefani e Jennifer Garner dos respectivos maridos, Gavin Rossdale e Ben Affleck. A expert costuma revelar detalhes durante o verão, de preferência em uma sexta-feira ou antecedendo um feriado.

Laura Wasser e Kamala Harris
Laura Wasser e Kamala Harris, atualmente vice-presidente dos Estados Unidos
Kim e Kanye

Kim Kardashian, de 40 anos, entrou com o pedido de divórcio no Tribunal Superior de Los Angeles na última sexta-feira (19/2). Enquanto Kanye West, de 43, se encontra no rancho milionário em Wyoming, a empresária está ao lado da família. Eles começaram a namorar em 2012, quando a socialite ainda era casada legalmente com o primeiro marido. O enlace veio dois anos depois. Com a aura de conto de fadas moderno, a união terminou acompanhada de uma série de escândalos.

Confira os principais rumores para o fim de Kimye (shipper dado ao ex-casal).

Primeiras fraturas

De acordo com fontes próximas do ex-casal, as rupturas do matrimônio começaram a surgir durante o confinamento domiciliar devido à pandemia da Covid-19. Marido e mulher tiveram de conviver lado a lado em uma mansão em Los Angeles, avaliada em R$ 123 milhões. A empresária sentiu-se frustrada por todas as responsabilidades com os quatro filhos ficarem em suas mãos, enquanto o cantor decidiu ser “criativo”. À época, o jornal The Sun chegou a divulgar que os dois “ocupavam lados opostos da casa a fim de manter a relação civil”.

Kim Kardashian e Kanye West
Na legenda da foto, Kim escreveu: “O que todos estão fazendo para manter seus filhos entretidos?”

Número 5

Em abril, sabendo bem do malabarismo de ficar em casa com quatro crianças, Kim contou a um programa de bate-papo que não tinha planos para ter mais um bebê. Meses antes, o tabloide RadarOnline havia publicado uma matéria sobre Kanye West ter pressionado a mulher para terem juntos mais “herdeiros de sangue”. Em uma entrevista ao apresentador James Corden, o rapper confessou querer ter sete filhos. “A coisa mais rica que você pode ter é o máximo de filhos possível”, destacou o cantor na conversa.

Kim Kardashian com os filhos
Kim com os quatro filhos em casa durante o isolamento social

Rumo à Casa Blanca

Em julho, Kanye West anunciou entrar na disputa presidencial dos Estados Unidos. Além do apoio da mulher, ele ganhou as considerações do atual homem mais rico do mundo, o magnata Elon Musk. No fim do mesmo mês, o rapper armou um comício de campanha na Carolina do Sul. Na ocasião, ele apareceu com um colete à prova de balas e raspou 2020 na cabeça. Ao discursar, o cantor foi às lágrimas ao confessar que considerou que realizar o aborto da primogênita, North West – possibilidade também ponderada por seus pais.

“Liguei para minha mulher e ela disse: ‘Vamos ter esse bebê’. Eu disse: ‘Vamos, sim’. Mesmo que quisesse se divorciar de mim depois desse discurso, ela trouxe a North ao mundo quando eu não quis. Kim se levantou e protegeu aquela criança”, disse Kanye no comício. Pelo Twitter, o rapper pediu desculpas à empresária por comentar assuntos privados. “Para Kim, quero dizer que sei que te machuquei. Por favor, me perdoe. Obrigado por sempre estar ao meu lado”, escreveu o cantor em um tweet.

Bipolar

Não bastou muito tempo até Kanye West causar um alvoroço no Twitter. Em uma série de posts, ele alegou que a socialite tentava prendê-lo por motivos médicos e queria se separar dela. O motivo do divórcio? Kim Kardashian tinha conhecido o rapper Meek Mill, no Waldorf Hotel. O cantor chamou a sogra de “Kris Jong-Un” em referência ao ditador da Coreia do Norte. As publicações foram apagadas instantes depois, mas o caos já havia sido instalado na rede social.

Ao tomar conhecimento da situação, Kim Kardashian manifestou-se pelo Stories do Instagram de forma favorável ao marido: “Como muitos de vocês sabem, Kanye tem transtorno bipolar. Qualquer pessoa que tenha isso ou um ente querido em sua vida que tenha, compreende como é incrivelmente complicado e doloroso de entender”. Na postagem, a empresária ressaltou que viver com a doença não diminui nem invalida a criatividade do astro dos palcos.

Kim Kardashian e Kanye West
Após a série de tuítes do cantor, a empresária manifestou-se pelos Stories do Instagram

Ápice

Mesmo com a mensagem de apoio da socialite, o casamento dos dois já estava fadado ao fim, segundo os jornais. Flagrados dentro de um carro em um estacionamento em Wyoming, Kanye e Kim tiveram uma DR com direito a muito choro. Fontes próximas ao casal afirmaram que a empresária suplicou que ele “não voltasse para casa até que estivesse melhor”. O site Insider publicou a respeito do rancho o acalmar, enquanto Los Angeles deixa-o estressado. Outros portais se lançaram na alternativa da empresária proteger os filhos: “Superprotetora. As crianças sempre vêm primeiro”.

Kanye West com os filhos
Kanye West com os quatro filhos: Psalm, North, Chicago e Saint

Merry Christmas

Kanye e Kim foram vistos lado a lado pela última vez na festa de 40 anos da empresária, em outubro. Ela comemorou a data em uma ilha particular. Em dezembro, sites publicaram sobre os dois “ainda estarem juntos”, mas “vivendo separados”. Tradição da família Kardashian, a celebração natalina ocorreu com toda a pompa merecida. O rapper não apareceu nos cliques da festa, realizada na casa de Kourtney Kardashian. A empresária postou um carrossel de fotos com os filhos.

0

Fim!

Antes do divórcio protagonizar as manchetes, o último post de Kim com o marido foi em novembro. Em uma foto preto e branco, eles aparecem abraçados. Na publicação, a socialite parabeniza o rapper pelo aniversário de 10 anos do álbum My Beautiful Dark Twisted Fantasy. Nos comentários, os fãs do casal demonstraram tristeza pela separação e pedem o retorno do relacionamento. “Muito triste vê-los se divorciando. Vou sentir falta do casal Kymie”, escreveu uma seguidora da socialite.

Kim Kardashian e Kanye West
A socialite homenageou o cantor pelos 10 anos de um disco

Partilha de bens

Ao iniciar o processo de divórcio, Kim busca dividir a guarda com Kanye dos seus quatro filhos. Entretanto, não é só isso que entra no caso. Embora já tivessem fortunas mesmo antes de se casarem, eles aumentaram a riqueza e o número de bens após a união – por exemplo, a casa da família em Hidden Hills, na Califórnia. A mansão custou R$ 60 milhões, o que representa uma pequena fatia do patrimônio líquido combinado. Segundo a Forbes, hoje o valor chega a US$ 2,1 bilhões, o equivalente a R$ 11 bilhões, em cotação atual.

Kim fundou a KKW Beauty e a linha de shapewear Skims. Somada à fortuna acumulada com as empresas, ela ganhou US$ 250 milhões com o reality de sua família. Já Kanye West detém um patrimônio de US$ 1,26 bilhão. Parte do império provém da marca de sapatos Yeezy, da qual é o único proprietário. Somente em 2019, a etiqueta de tênis faturou US$ 1,3 bilhão. De acordo com documentos analisados pela Forbes, os ativos de ambos englobam milhões em obras de arte, veículos, joias e até gado.

Kim Kardashian e Kanye West
Um dos últimos cliques do casal
Kim Kardashian e Kanye West
A última vez que foram vistos juntos foi no aniversário de 40 anos de Kim
Kim Kardashian e Kanye West
Casados desde 2014, os dois estão se divorciando

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias