*
 
 

Aos 43 anos, a apresentadora e cantora Sabrina Parlatore foi diagnosticada com câncer de mama. Longe de se entregar à doença, a artista decidiu compartilhar a experiência com o maior número possível de pessoas. Em Brasília para participar de um talk show temático, Sobre Viver: Mês de Sobrevivência Vitória Sobre o Câncer, ela deu uma entrevista exclusiva para o Metrópoles e rememorou seu percurso de vida.

A paulista estava no banho quando sentiu uma bolinha no seio esquerdo. Sabrina foi direto ao médico tomar os devidos cuidados. Em menos de uma semana, recebeu o resultado positivo para o câncer de mama. Esse nódulo já tinha aparecido em um exame, um ano antes, mas, à época, o médico não deu importância. Se tivesse sido retirado antes, talvez Sabrina não teria passado pela difícil quimioterapia.

 

Segundo a cantora, a autoestima é um fator que fica abalado quando a pessoa está em tratamento contra o câncer, principalmente no da mama, pois a quimioterapia provoca a queda quase total do cabelo.

Sabrina já se imaginava careca quando soube da existência de um equipamento de resfriamento do couro cabeludo que atua impedindo parte da queda dos fios. O recurso conseguiu preservar de 60% a 70% do cabelo da artista. “Ficar com cabelo me deu um alento. Liguei para todo mundo contando que não iria ficar careca”, desabafou. “É difícil se reconhecer ao perder os cabelos, cílios, sobrancelhas e se ver inchada por causa da medicação”, avalia.

 

 

No início, a apresentadora foi bem discreta e não quis tornar pública a doença. O momento era delicado e ela não tinha forças para falar sobre o câncer. Mas depois de ter se correspondido com mulheres que passaram pela mesma situação, Sabrina achou a troca de informação muito válida. Sendo uma pessoa pública, a artista sabe que o alcance da mensagem transmitida vai longe. Atualmente, ela viaja pelo Brasil contando a sua história.

 

 

E como quem canta seus males espanta, em meio ao tratamento da doença, a apresentadora, que sempre gostou de cantar, desde a época em que era VJ na MTV, decidiu se dedicar à sua paixão. A aposta deu certo. Fez cerca de 40 shows pela turnê De Gershwin a Tom Jobim – entre eles, três em Brasília – cantando jazz, bossa nova e MPB.

No ano passado, ela se arriscou ao subir nos palcos em rede nacional para participar do programa Popstar, da Globo, como uma das competidoras. Sabrina foi consagrada por ídolos nacionais, como Hamilton de Holanda, Baby do Brasil, Léo Jaime e Leiloca Neves.

 

 

Ao falar da carreira como VJ, os olhos de Parlatore brilham. De acordo com a cantora, os fãs a veem como a eterna VJ da MTV. Conforme explica Sabrina, o trabalho na emissora foi importantíssimo para sua vida. “As pessoas me param na rua para falar que fui responsável por moldar a identidade musical delas”, brinca.

 

 

Sobre o futuro, Sabrina aprendeu a não se preocupar com o amanhã e viver o presente, mas a música segue em seus planos. É isso que move a cantora. Recentemente, emplacou uma parceria com o produtor musical Roberto Menescal e não fecha as portas para um possível retorno à televisão.

 

Sabrina Parlatore deixou uma mensagem para pessoas que estão vivendo a batalha contra o câncer, bem como para seus familiares. Aperte o play.

 

 



 


câncer de mamamtvperfilpopstarSabrina Parlatore