Tucano leva nova eleição em Paulínia e candidato do PSL fica em 5º

Du Cazellato, que pertence ao Novo PSDB comandado pelo governador João Doria, governará a cidade até o final do ano de 2020

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 01/09/2019 20:31

A eleição complementar para prefeito do município de Paulínia (SP), realizada neste domingo (1º/09/2019), terminou com um resultado amargo para o clã Bolsonaro. Capitão Cambui, o candidato apoiado pelo filho Zero 3 do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Eduardo, e pelo Major Olímpio, líder do PSL no Senado, ficou em quinto lugar na disputa, vencida pelo candidato tucano Du Cazellato, que pertence ao Novo PSDB comandado pelo governador João Doria.

Cazellato governará a cidade até o final do ano de 2020. Houve nova eleição em Paulínia depois que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) cassou os mandatos de Dixon de Carvalho (PP) e seu vice, Sandro Caprino (PRB), que não tiveram a prestação das contas da campanha aprovada pela Justiça Eleitoral.

Dois prefeitos
O tucano, ex-presidente da Câmara Municipal, assumiu o Executivo. Porém, o vereador Antônio Ferrari, o Loira (DC), após ser eleito presidente do Legislativo, reivindicou o cargo. Depois de assinar o termo de posse no dia 4 de janeiro, ele tentou assumir a Prefeitura, mas Cazellato não saiu do prédio e a cidade passou a ter “dois prefeitos”.

Em maio, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou um recurso de Carvalho e Caprino contra as cassações do TRE e determinou eleição suplementar. Nove candidatos disputaram a eleição neste domingo.

SOBRE O AUTOR
Carlos Estênio Brasilino

Jornalista formado pela Universidade Católica de Pernambuco, atuou como repórter e editor nos maiores jornais do estado, como Diário de Pernambuco, Folha de Pernambuco e sucursal da Gazeta Mercantil. Na área política, atua em Brasília desde 2003, com passagens pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. Tem experiência na área de saúde pública, com atuação no Ministério da Saúde e na Anvisa. Também coordenou campanhas eleitorais em Pernambuco e no Amazonas e trabalhou em agências de comunicação.

Últimas notícias