Preocupado com sabatina, governo articula apoio a Eduardo no Senado

Notícias ruins chegaram ao front bolsonarista: Mara Gabrilli e Renilde Bulhões (suplente de Collor) tendem a votar contra o filho "02"

Foto: Michael Melo/MetrópolesFoto: Michael Melo/Metrópoles

atualizado 19/07/2019 10:20

O governo de Jair Bolsonaro (PSL) fez as contas e viu que, apesar da fala otimista do presidente no evento de 200 dias de governo, a aprovação do filho Eduardo para embaixador em Washington não está garantida no Senado. Na quinta-feira (18/07/2019), notícias negativas chegaram à equipe palaciana. A senadora tucana Mara Gabrilli (SP) tende a votar contra o filho “02”, assim como Renilde Bulhões (Pros-AL), suplente de Fernando Collor (Pros-AL), afastado por 120 dias iniciados em abril. Dessa forma, as atenções se voltaram aos articuladores da Casa.

Um dos movimentos que já foi iniciado é o de tentar garantir a colaboração do diretor do Instituto Legislativo Brasileiro, órgão de capacitação do Senado, Márcio Coimbra. Aliado de Davi Alcolumbre (DEM-AL), com quem já trabalhou, Coimbra também é próximo à equipe econômica, que ainda não se manifestou a respeito da indicação do filho presidencial. A  preocupação tem a ver com o seu passado no governo: ele saiu da Apex após desentendimentos com Letícia Catelani, ex-diretora da agência que acabou demitida.

Um posicionamento contrário da equipe econômica, ou do presidente do Senado, poderia ser fatal nas ambições presidenciais de ter o filho na principal embaixada brasileira no exterior. Coimbra e Eduardo tem história: foi ele quem apresentou Eduardo a parte da cúpula do partido Republicano, nos Estados Unidos, de quem tem proximidade devido à carreira acadêmica.

Outro movimento, relatam pessoas próximas a Eduardo, envolve um pedido do presidente. Ao longo do recesso parlamentar, iniciado nesta quinta-feira (18/07/2019), Bolsonaro quer que Eduardo fique a paisana, sem envolver-se pessoalmente em polêmicas. Dessa forma, com os ânimos mais calmos, a negociação seria mais fácil.

SOBRE O AUTOR
Guilherme Waltenberg

Formado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), tem especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha, onde fez intercâmbio. Foi pesquisador convidado da Columbia University, em Nova York. Trabalhou no Correio Braziliense, Jornal da Tarde, Estadão, entre outros veículos de notícias. Dirigiu o portal regional O Livre, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias