Antecessora no cargo, Dodge não vai à posse de Aras

Ex-chefe do MPF entrou de férias e está fora do País. Ausência tem sido a praxe

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 02/10/2019 12:31

A posse do novo procurador-geral da República, Augusto Aras, na manhã desta quarta-feira (2/10), foi bastante prestigiada. Presentes várias autoridades, como o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e o chefe do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli.

Mas, em meio a tantas personalidades do meio político e jurídico, uma ausência chamou a atenção. A antecessora de Aras no cargo, Raquel Dodge, não compareceu para passar o bastão ao sucessor. Segundo a sua assessoria, ela está de férias e fora do país.

A ausência dela não foi a única registrada na história da transmissão de cargo na Procuradoria-Geral da República. Em 2017, a própria Raquel tomava posse no auditório da PGR longe do olhar de Rodrigo Janot, que também declinou do evento. A explicação dele, porém, foi mais contundente: disse que não havia sido convidado.

SOBRE O AUTOR
Últimas notícias