*
 
 

A granitina é parte da memória afetiva do brasileiro. Quem não estudou em uma escola ou morou em um bloco cujo chão era revestido desse composto mineral polido? Era bom de deslizar em dias de chuvas quando a criançada descia para o pilotis, e ótimo também para patinar e pedalar.

Também conhecida como granilite, a moda perdeu força com a chegada dos porcelanatos e virou uma opção apenas para quem precisava economizar. Quem buscava qualquer tipo de glamour na reforma, corria para longe desse acabamento.

Porém, toda moda retorna. E a granitina, agora, é frisson no design. Na realidade, não é o material em si que caiu no gosto contemporâneo. Nem seu acabamento monolítico (sem rejunte), ou seu potencial sustentável (ela é um composto de restos em grão de pedras como granito, mármore, calcário, quartzo e afins misturados ao cimento). É a estampa do material o item desejado pelo mundo hoje em dia.

As grandes marcas de porcelanato, por exemplo, lançaram na última Expo Revestir inúmeros modelos cujo acabamento é idêntico ao da granitina. Durante a votação do Prêmio Jovem Talento Casa Cor e São Geraldo, na última semana, vários candidatos escolheram os porcelanatos com essas estampas — um bom termômetro de que a tendência, de fato, pegou.

Mas o visual da granitina – esse granulado de bordas irregulares formando mosaicos  – foi além. Alçou voos mais altos e, agora, virou estampa de papel de parede, de almofada e porcelanas. Sente a criatividade dos designers que abraçaram essa ideia:



 


decoraçãogranitinagranilite