Adulto não gosta de sexo. Gosta de pegboards

O conceito é uma forma de decorar, organizar e reorganizar sem quebradeiras constantes

atualizado 08/02/2019 21:19

Basta uma placa de madeira pinus no tamanho desejado, uma trena, lápis, furadeira, boa vontade e pronto, qualquer um pode fazer o seu pegboard, a onda decorativa do momento. O nome parece difícil, mas o conceito é absurdamente simples: placas de madeira (ou metal) com perfurações que permitam a livre montagem e desmontagem de prateleiras cujos suportes se instalam nesses orifícios. Uma forma de decorar, organizar e reorganizar sem quebradeiras constantes.

Pegboard com prateleiras e furos grandes

Os pegboards viraram febre não só pela já citada praticidade, mas por permitirem que a criatividade se torne um elemento essencial na criação dessa estrutura. Além das prateleiras, ele comporta nichos, ganchos para caixinhas, quadros, porta retratos, penduradores de chave, de bolsas, e de qualquer tipo de objeto. Ele é, literalmente, um brinquedo de gente grande.

É preciso uma instalação forte e segura, que permita ao painel sustentar objetos de variados pesos. É também importante fazer uma distribuição de peso inteligente pelo pegboard. No mais, é só soltar a imaginação. Os orifícios podem ser quadrados, redondos, retangulares, triangulares. O acabamento pode ser envernizado, pintado por inteiro ou como a criatividade quiser.

A melhor parte dessa bincadeira é que se antes os pegboards eram elementos exclusivos de escritórios e atêlies de artesanato, agora eles fazem sucesso em absolutamente todos os cômodos da casa.

Quer ver só?

Nas cozinhas, por exemplo, geralmente na versão metalizada, eles permitem que toda a cutelaria fique exposta na parede, dando ao espaço funcionalidade e toda uma bossa com as colheres, facas e panelas penduradas.

Mas as pessoas não estavam satisfeitas ainda. E resolveram que o pegboard também podia ser o novo painel para a televisão da sala de estar:

Imagem relacionada

Sim. Completamente genial. Ainda assim, o ser humano foi além. Por que não uma parede inteira de pegboard? A ideia é criar uma textura incrível, que possibilite também a livre decoração com quadros, relógios, espelhos, etc.

No quarto do casal ele também deu as caras, dando uma mãozinha para o estilo e para organização de objetos pessoais:

No quarto de criança então, pura funcionalidade:

E no banheiro? Sim. Entenda. O decorador anônimo não tem limites!

Na área de serviço, naturalmente:

Quarto e cozinha interligados por um único pegboard? Temos:

Achou que acabaram os cômodos da casa? Não. Pegboards também viraram moda em adegas residenciais. Porque o céu é o limite.

Imagem relacionada

SOBRE O AUTOR
Maria Fernanda Seixas

Jornalista e designer de interiores por formação, é apaixonada pelo processo de transformação de espaços em lares cheios de identidade e conforto.

Últimas notícias