Bodytech Lago Sul: 12 anos de saúde e conexões

A unidade comemora aniversário no próximo sábado (14) com aulões para os alunos e lembramos de histórias que nos motivam

Arquivo Bodytech / DivulgaçãoArquivo Bodytech / Divulgação

atualizado 12/12/2019 17:27

A Bodytech primogênita de Brasília completa 12 anos. A unidade do Lago Sul foi a primeira da expansão da rede fora do Rio de Janeiro e, no sábado, 14 de dezembro, comemora os longos anos de sucesso na capital federal. Para celebrar, aulões coletivos serão oferecidos para os alunos.

Na ocasião, os participantes poderão escolher entre aulas de running, cross training, natação, ginástica localizada, cardio burn, pilates e dance mix. Além das atividades, um café da manhã especial também estará à disposição do público.

Arquivo Bodytech / Divulgação
“Tia Mari” acompanhou a trajetória da Bodytech

Nesses 12 anos de existência, a Bodytech Lago Sul tem proporcionado aos brasilienses uma vida mais saudável, momentos de alegria e se tornou parte da vida de muitas pessoas. Não só os alunos são beneficiados com o ambiente da unidade, mas, também, os funcionários. Exemplo disso é a Marineide Maria de Jesus, mais conhecida pelos frequentadores da academia como Tia Mari.

A supervisora da ala kids começou a trabalhar na Bodytech em 2009, dois anos depois da inauguração. Nesses 10 anos de casa, Marineide acompanhou o avanço da academia quando se trata de melhoria na infraestrutura e atendimento e o crescimento de inúmeras crianças que, hoje nutrem um carinho especial pela Tia Mari.

 

O começo

Marineide de Jesus se encantou pela Bodytech assim que pisou, pela primeira vez, na casa. “Uma amiga minha que trabalhava lá me chamou para participar de um processo seletivo para uma vaga na recepção. No dia marcado eu fui para a entrevista e quando cheguei, fiquei encantada com o lugar. Lugar maravilhoso, animado, as pessoas super dispostas, contentes, aquilo me encantou. Pensei comigo mesma ‘é algo que eu quero pra mim, eu quero trabalhar aqui’”, relembra a supervisora.

Mas, não foi nessa primeira entrevista que Marineide teve a oportunidade de entrar para o time da Bodytech. “Depois dessa entrevista me ligaram dizendo que eu não tinha sido contemplada, mas que tinham gostado muito de mim e assim que surgisse outra vaga, até mesmo para outra função, eles iriam me chamar”, conta Mari. Passada uma semana desde esse episódio, a equipe ligou novamente para a jovem dizendo que tinha surgido essa vaga para monitora do Kids. Foi então que ela passou a trabalhar no local.

Desde então, muitas mudanças foram feitas na Bodytech Lago Sul. “Depois que entrei muita coisa mudou e mudou para melhor. Quando cheguei lá, a estrutura era de um jeito e agora está diferente, tivemos algumas ampliações de pavimento para novas atividades. Temos programação diferenciada, cada vez mais estamos inovando e procurando o melhor para nosso público”, pontua Tia Mari.

Arquivo Bodytech / Divulgação
A Bodytech alia tecnologia de ponta e equipes especializadas para atender os clientes

Relacionamento

Durante os 10 anos que Marineide cuida das crianças no espaço kids, um relacionamento único foi construído entre elas. “Acompanhar as crianças na academia é algo muito especial que eu faço com muito amor e carinho. O dia a dia das crianças, acompanhar nas trocas, durante as atividades, muitas vezes a gente para e escuta as crianças. Somos como se fossemos mães mesmo. Eu falo pra todo mundo que são meus filhos de coração porque é um carinho muito especial que eu tenho por elas”, afirma a supervisora.

A profissional faz parte da rotina das crianças e, muitas vezes, assim como elas mudam o dia dos trabalhadores do local, os instrutores também conseguem fazer o mesmo por elas. “A gente proporciona felicidade, atividades com prazer, elas também nos proporcionam momentos de carinho, seja num gesto ou em palavras. Tem uma criança que eu cuido que fala muito pra mim ‘tia Mari, eu te amo, gosto muito de você’ então são coisas que não tem preço. Dinheiro não paga”, revela Marineide.

“É gostoso fazer parte da história dessas crianças. Tem crianças que entraram lá com 4 anos e hoje são adolescentes e acompanhar a trajetória, as conquistas dessas crianças durante esses anos todos é fantástico, é inexplicável, é um sentimento de grandeza, de dever cumprido”, conta Tia Mari.

Arquivo Bodytech / Divulgação
Espaços e equipamentos com conforto e segurança para a prática das atividades

Crescimento

Muitos dos alunos que entraram quando bebês ainda continuam na academia, ou até mesmo aqueles que saíram, retornaram. “Eles ficam impressionados pelo fato de eu me lembrar deles, lembro-me das atividades que eles faziam. Os pais ficam impressionados, porque as crianças quando retornam, eles ficam felizes porque sabem que tem alguém que já fez parte da história dos seus filhos, sabe da trajetória, fica muito mais fácil para lidar no dia a dia durante as atividades para acompanhá-los”, diz Marineide que viu o crescimento da maioria dos adolescentes que hoje frequentam a Bodytech Lago Sul.

Para a Tia Mari, a Bodytech faz parte da vida dela e tem papel muito importante. “Eu comecei como monitora e foi criado o cargo de supervisora das monitoras, para contemplar e dar oportunidades as pessoas que se destacassem, e eu fui essa pessoa que se destacou. Então tenho muito a agradecer às pessoas, que passaram, que eu conheci, que me ajudaram muito, em troca de experiências, aprendi muita coisa com a BodyTech”, conta, emocionada.

“O sentimento que tenho pela empresa é de amor, de carinho. Fazendo parte dessa empresa já tem 10 anos. Não tenho palavras para descrever o que é fazer parte da BodyTech. Além disso, o carinho, a relação que tenho por as crianças é indescritível, não tem como descrever. A maneira de como eles tratam, chamam de ‘Tia Mari’, isso não tem preço. Quando me abraçam, agradecem por algo, demonstram que são felizes porque eu faço parte da BodyTech Lago sul, porque faço parte da vida delas, isso é fantástico. É uma relação de muito amor, muito afeto”, finaliza a profissional.

SOBRE O AUTOR
Últimas notícias