Contra corrupção, MDB quer “evitar” empresas inidôneas. Veja

Regras de compliance do partido foram definidas em reunião na última quarta-feira. Texto ainda precisa ser aprovado pela executiva nacional

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 31/10/2019 11:57

Lançada no ano passado, a ideia de o MDB adotar regras de compliance começa a ganhar corpo. Na reunião da executiva nacional do partido, realizada na última quarta-feira (30/10/2019), um documento de três páginas foi elaborado. Com a assinatura do presidente nacional do partido, deputado Baleia Rossi (SP) e do tesoureiro, senador Marcelo Castro (PI), a peça inclui recomendações como “evitar” a contratação de empresas inidôneas e que não tenham “responsabilidade socioambiental“.

Com 9 artigos, o conjunto de regras prevê, ainda, treinamento sobre programas de integridade aos funcionários, filiados e dirigentes da sigla. Abalado após uma série de seus caciques serem citados – e alguns condenados – em escândalos de corrupção, o partido agora quer criar canais de denúncias de irregularidades.

O documento, porém, ainda não foi aprovado. A decisão deve ser tomada nas próximas reuniões do partido, que costumam ocorrer na sede nacional, localizada em Brasília.

Veja o documento na íntegra:

Compliance MDB by Metropoles on Scribd

Últimas notícias