Suzy Camacho lamenta morte do marido: “Um ser humano inigualável”

Farid Curi estava internado em coma desde 2020, e morreu nessa quarta-feira (21/9). Ele tinha 85 anos

atualizado 23/09/2022 10:57

Suzy Camacho e Farid CuriReprodução/ Instagram

A ex-atriz Suzy Camacho lamentou a morte do marido, o empresário Farid Curi, aos 85 anos. Ele estava internado em coma desde 2020, e morreu nessa quarta-feira (21/9). O anúncio foi feito pelos filhos de Curi, por meio de nota enviada à imprensa.

“Hoje é o dia mais difícil da minha vida. Dizer adeus a quem se ama é terrivelmente doloroso. Mas devo agradecer a Deus a honra de ter sido esposa de Farid Curi. Um ser humano inigualável”, começou Suzy. em seu Instagram.

Ela ainda elogiou o marido, dizendo que Curi era um “exemplo de caráter, perseverança, bondade e sabedoria”. De acordo com Suzy, o último suspiro do empresário foi em seus braços, na madrugada de quarta-feira.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

“Exemplo de caráter, perseverança, bondade e sabedoria. Estávamos sempre unidos e assim foi até seu último suspiro em meus braços na madrugada do dia 21. Não poderia ser diferente, já que nossas almas se uniram para a eternidade. Foram 2 anos, 1 mês e 3 dias ao seu lado, diariamente no hospital. Estou dilacerada. Peço a Deus que dê ao meu amado marido, paz e, a mim, me dê coragem para suportar a saudade. Fique com Deus meu eterno amor.”

Farid estava internada no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, desde 2020, com quadro de encefalite herpética, complicação neurológica que causa perda de memória e confusão mental.

Briga na Justiça

A morte do empresário acontece no meio de uma briga judicial que Suzy enfrenta com os filhos do marido. A ex-atriz de 61 anos é acusada pelos filhos do marido de fraude em laudos médicos. Ela está sendo investigada pela Polícia Civil de São Paulo.

Tudo começou antes de Farid Curi ser internado. Em 2020, Beatriz Curi, Muriel Curi, Rodrigo Curi e Alfredo Curi entraram na Justiça para bloquear um pedido de liberação de R$ 10 milhões de um fundo de investimento, alegando que o empresário estava com saúde mental inapta.

“O pedido para a retirada desta quantia foi feito por Farid. O dinheiro que ele iria resgatar eram rendimentos que estavam parados. Quando os filhos quiseram contestar essa movimentação, o Farid ficou louco da vida. Não concordou com os filhos. Foi aí que ele buscou três médicos. Não foi a Suzy que decidiu procurar os médicos”, disse Luiz Flávio Borges D’Urso, advogado de Suzy.

“Não é de hoje que os filhos do Farid passaram a perseguir a Suzy. Primeiro, eles entraram com um inquérito na polícia, falaram que ela dava comida estragada ao pai. Embora o processo ainda esteja aberto, sabemos que não procede. Neste segundo inquérito, alegam que os atestados são falsos”, completa.

Mais lidas
Últimas notícias