Raul Gazolla relembra assassinato de Daniella Perez: “Fiquei doido”

Artista era casado com a atriz, que foi morta por um colega de elenco da novela De Corpo e Alma em dezembro de 1992

Quase 20 anos se passaram desde o assassinato de Daniella Perez, mas a dor causada pelo crime cometido por colega de elenco da atriz e uma cúmplice, permanece viva na memória de amigos e familires. Em entrevista concedida na terça-feira (02/03) ao A Noite É Nossa, da Record, o ator Raul Gazolla, casado com a atriz na época, detalhou o misto de sentimentos que viveu.

“Eu me lembro que estava no velório e que não tinha forças para nada. Eu estava há 24 horas sem comer nem dormir. Eu nem sabia como ela tinha sido assassinada porque não me deixavam ver televisão. Quando soube, fiquei doido”, contou.

Ele também lembrou a história de que  chegou a receber uma oferta para “se vingar” do assassinato, mas recusou. “Um conhecido me chamou e falou: ‘Gazolla, a gente vai dar cabo do cara’. Eu falei: ‘Não, eu não quero! Ele precisa viver porque tem muita coisa para contar’. E ele está aí, graças a Glória e a mim, porque a gente não quer fazer a mesma coisa que ele fez. Se não tem a justiça do homem, tem a divina”, disse.

1/6
A atriz completaria 50 anos em 2020
Daniella Perez, filha da novelista Gloria Perez, foi assassinada em 1992
Daniella Perez e Guilherme de Pádua em De Corpo e Alma
Daniella morreu com 22 anos
Daniella Perez e Guilherme de Pádua protagonizavam um romance na novela De Corpo e Alma
Daniella Perez era filha da novelista Gloria Perez

O ator ainda se emocionou com uma mensagem de Gloria Perez, sua ex-sogra. Ele revelou que a escritora só se sentiu pronta para escrever um papel para ele em 2001, quase 10 anos após a perda da filha, e que hoje são bons amigos. “”Raul, eu já posso trabalhar com você”. Temos uma grande amizade, e eu tenho um carinho absurdo pela Glória. Tanto que minha filha mais nova a chama de avó. Sou amigo e fã incondicional de seu trabalho”.