Marina Ruy Barbosa questiona “insistência” de Bolsonaro sobre cloroquina

Em seu Twitter, atriz comentou que acha “essa história de cloroquina surreal” e afirmou que não entende a insistência do chefe do Executivo

Marina Ruy Barbosa usou seu perfil no Twitter nesta quarta-feira (8/7) para questionar o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no uso da hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus. Ela comentou que “essa história de cloroquina é surreal”.

Sem mencionar o nome do presidente, Marina comentou sobre o uso da cloroquina logo após o chefe do Executivo ter sido diagnosticado com a Covid-19 e afirmar que estava usando o remédio no seu tratamento.

1/5
Marina Ruy Barbosa já questionou a "insistência" do presidente de citar o uso da cloroquina
Marina Ruy Barbosa adotou um animal
Bolsonaro testa positivo para o novo coronavírus
O presidente fez o anúncio para três emissoras, enquanto outras não foram convidadas
Bolsonaro ainda comentou que está fazendo uso da hidroxicloroquina

A artista ainda opinou de maneira mais direta, respondendo um seguidor que disse estar “de cara com ele ainda forçando algo que os especialistas já falaram que não tem utilidade ao Covid.” “Pois é, não entendo a insistência…”, respondeu a atriz.

O (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles, transcreveu o discurso do presidente para anunciar o resultado positivo e analisou os resultados com a linguagem de programação Python. A entrevista durou pouco mais de 20 minutos e o presidente usou em média 3 mil palavras. Na ocasião, ele usou a palavra “hidroxicloroquina” em 16 ocasiões.