Bruna Marquezine arrecada mais de R$ 150 mil para crianças africanas

A atriz, em viagem missionária na Angola, divulgou uma vaquinha virtual que já arrecadou mais de 57% da meta de R$ 256 mil

Reprodução/InstagramReprodução/Instagram

atualizado 01/04/2019 11:15

Bruna Marquezine, que está na África em viagem missionária, compartilhou em suas redes, na última sexta-feira (29/3), um link no qual é possível fazer doações a crianças da comunidade de Kuito, na Angola. A vaquinha virtual foi criada por Caique Oliveira, e após a divulgação da global, já conta com mais de R$ 150 mil arrecadados, mais de 57% da meta de R$ 256 mil.

No último sábado (30), a atriz marcou presença no programa Caldeirão do Huck, por meio de uma transmissão ao vivo diretamente de Angola. Na atração, Marquezine contou que tentou ir para a região afetada pelo ciclone Idai, em Moçambique, mas teve dificuldades. “O acesso está superdifícil. Todos os agentes da Unicef, com quem falei, estão em campo, até quem trabalha em escritório. Tem mais de 1 milhão de crianças que estão sofrendo com o que aconteceu”, explicou a atriz.

Bruna ainda falou mais sobre o que acontece no projeto Aldeia Nissi, missão que usa arte como forma de inclusão e educação de crianças. “Algumas (crianças) chegam aqui com 3 e ficam até os 23 anos. Eles estudam, tomam café da manhã e almoçam. Se Deus quiser, no futuro conseguiremos proporcionar jantar para eles também”, relatou ela.

Luciano Huck ainda se emocionou com a iniciativa da atriz, e a convidou para ir a Moçambique com ele. “Você podia estar muito bem, no conforto da sua casa, desfrutando da sua fama e celebridade. Mas não, está aí, acho o maior barato mesmo”, disse o apresentador.

Viagem Missionária
Bruna Marquezine tem compartilhado cada momento na Aldeia Nissi. Em seu Instagram Stories, ela até colocou vídeos e fotos com as crianças em destaque na rede social. Nos vídeos, Bruna aparece fazendo brincadeiras com os amigos, carregando crianças no colo, e se divertindo com grupos de jovens da aldeia. No entanto, a atriz também recebe críticas pelo trabalho voluntário.

Ela já participou em campanhas de doações promovidas por ONGs anteriormente. Em 2016, ela esteve em uma missão humanitária no Oriente Médio, e visitou refugiados sírios no Líbano e na Jordânia. No Natal de 2017, ela também recebeu crianças refugiadas em sua casa, no Rio de Janeiro.

Últimas notícias