Anitta é vítima de deepfake em vídeo adulto: assessoria se pronuncia

As imagens atribuídas a Anitta mostram uma outra pessoa fazendo sexo oral. A assessoria da cantora afirmou que não se trata dela

atualizado 25/07/2022 18:14

Foto colorida da cantora Anitta-MetrópolesReprodução/Instagram

A cantora Anitta, que recebeu alta de um hospital em São Paulo nesta segunda-feira (25/7) após passar por uma cirurgia de endometriose, teve seu nome ligado a um vídeo de deepfake, método onde se insere o rosto de uma pessoa em uma gravação por inteligência artificial.

O vídeo começou a circular nas redes sociais, inclusive em grupos de WhatsApp, há algumas semanas. As imagens mostram uma mulher fazendo sexo oral em um homem, e o rosto de Anitta foi colocado no lugar da pessoa que de fato gravou o vídeo.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Em nota à imprensa, a assessoria da Poderosa negou que seja Anitta nas imagens. “Não se trata de Anitta, mas sim uma ação criminosa que utiliza de recursos digitais para enganar o público, fazendo uma inserção do rosto de uma pessoa em outra. Neste caso, muito mal feito, por sinal”, diz o comunicado.

O jornalista Bruno Sartori, que produz vídeos de deepfake, comentou sobre as imagens em seu Twitter: “Pessoal, tem circulando um vídeo pornográfico que usa deepfake para inserir o rosto de Anitta no lugar de outra mulher, e a gente sabe muito bem o motivo. Provavelmente é o primeiro conteúdo desse tipo a ganhar repercussão e que foi criado com a intenção de enganar e prejudicar.”

O deepfake é uma tecnologia que usa inteligência artificial para criar vídeos falsos, mas realistas, de pessoas fazendo coisas que elas nunca fizeram na vida real.

Mais lidas
Últimas notícias