Entenda qual é a sua paleta de cores na decoração

Sentir-se completamente confortável e verdadeiro dentro de casa é essencial

Como saber que cores combinam com a nossa personalidade quando vamos decorar o lar? É uma pergunta cujas respostas costumam ser um tanto quanto traiçoeiras. Esses dias me deparei com um teste de internet, de uma renomada marca internacional de tintas, que prometia encontrar a paleta de cores ideal para a minha identidade (se quiser fazê-lo, está disponível em inglês: clique aqui).

O resultado para mim foi a paleta minimalista, com exemplos de ambientes com quase nenhuma cor – não combinou muito com meu perfil de cores e com as misturas de tons que elejo na decoração da minha casa.

A questão, porém, é que podemos ter paletas de cores preferidas para diferentes aspectos da vida, e essas paletas podem ser absolutamente distintas.

E isso não nos torna confusos ou incoerentes. É que cada situação pede energias diferentes. Meu armário de roupas, por exemplo, é completamente dominado pelos neutros: a maioria das peças são pretas, brancas, em cinza, azul-escuras, caramelo. Um ou outro item colorido, que juntos não representam nem 5% do todo.

Já na decoração, apesar de priorizar bases neutras com móveis de madeira ou acabamento branco, uso sem medo objetos menores de todas as cores.

Minha casa tem várias tonalidades que seguem uma paleta viva e alegre. Duas personalidades completamente distintas: guarda-roupa sóbrio e casa colorida.

As escolhas de ambos os casos acontecem organicamente, sem precisar de testes ou muita reflexão. É a simples ideia de que você está se sentindo completamente confortável e verdadeiro naquele contexto (na roupa que usa ou na casa em que vive) que vai definir a sua paleta ideal.

Para quem quer explorar melhor essa definição da sua própria “paleta decorativa”, vale se observar. Qual a sua sensação na casa dos amigos, nos ambientes de mostras de arquitetura? Ou mesmo como se sente observando fotos de decoração?

Não eleja a casa mais bonita, luxuosa ou descolada. Observe justamente as que te trazem aquela calma ligada ao bem-estar.

É mais ou menos o que sentimos quando experimentamos roupa no provador da loja. Às vezes experimentamos peças lindas, mas que simplesmente não têm nada a ver com a gente.

Dentro de ambientes que você considera refletirem sua personalidade em termos de cor, observe agora o porquê de esses espaços te trazerem bem-estar. Pessoas agitadas e extrovertidas (meu caso) tendem a gostar de ambientes que refletem essa personalidade alegre, porém necessitam também de espaços onde possam se sentir mais calmas e relaxadas (daí minha preferência por bases totalmente neutras).

Já pessoas muito calmas e introvertidas podem se beneficiar de mais cores no espaço, para se sentirem mais estimuladas. Talvez essas necessidades transparecerão nas suas escolhas e isso te ajude a fazer opções mais conscientes na hora de projetar seu lar.