Vítima de desabamento de prédio em Nilópolis está em estado grave

Um jovem morreu, dois sobreviventes tiveram alta e Nircéia Souza, de 62 anos, com traumas na cabeça, tórax e abdômen, continua internada

atualizado 24/10/2021 16:11

Prédio que desabou em Nilópolis existe há 22 anosDivulgação Prefeitura de Nilópolis

Rio de Janeiro – Umas das quatro vítimas do desabamento de prédio de três andares em Nilópolis, na Baixada Fluminense, na manhã deste domingo (24/10), Nircéia Souza, de 62 anos, está internada com traumas na cabeça, tórax e abdômen no Hospital-Geral de Nova Iguaçu. Segundo a unidade, o quadro de saúde da paciente é considerado grave.

No incidente, o jovem Gustavo Loureiro Amorim, de 26 anos, morreu. A irmã de Gustavo, Giovana, 19, e o marido de Nircéia, Jorge Brandão, 54, foram levados para o hospital, mas já estão liberados.

Brandão, que voltou ao local para tentar encontrar documentos, informou que uma das colunas do edifício estava trincada.

0

De acordo com a Prefeitura de Nilópolis, o prédio, que tinha um estacionamento, está regular e existe no local há 22 anos. Segundo o secretário Municipal de Defesa Civil, Douglas Alexandre da Silva, o Bola, falta a perícia de agentes da Polícia Civil para começar o recolhimento dos escombros.

“A Guarda Municipal mantém a área isolada. A limpeza começará a ser feita assim que toda a coleta de material necessária as investigações sejam concluídas”, explicou o secretário.

Três quartéis do Corpo de Bombeiros foram acionados por voltas das 5h45 para o socorro às vítimas.

“Presto minha solidariedade às vítimas deste acidente. Determinei que a estrutura do Estado esteja à disposição dos familiares destas quatro pessoas, principalmente aos parentes do homem que perdeu a vida no desabamento” declarou o governador Cláudio Castro (PL), em nota.

Mais lidas
Últimas notícias