Categorias: Brasil

Vélez é demitido. Assume o professor Abraham Weintraub

O martelo foi batido: após polêmicas envolvendo o Ministério da Educação (MEC), o titular da pasta, Ricardo Vélez, foi demitido do cargo de ministro da Educação. O anúncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) noTwitter, nesta segunda-feira (8/4). Assume a pasta o professor Abraham Weintraub.

novo ministro da Educação é economista, formado pela Universidade de São Paulo (USP) em 1994, e mestre em finanças pela Fundação Getúlio Vargas. Atualmente, ele trabalha como professor da Unifesp.

O ministro esteve na corda bamba desde o início de seu mandato, com decisões e declarações polêmicas, que impactaram tanto o MEC quanto a imagem do governo de Jair Bolsonaro. Na semana passada, o presidente indicou que decidiria o futuro do ministro nesta segunda e avaliou que o ministro “não estava dando certo”. Em outra oportunidade, Bolsonaro chegou a dizer que Vélez “não tinha tato político” e que “tinha problemas” com o assunto. as declarações foram vistas como indicativos de que o ministro não permaneceria no cargo, como de fato aconteceu.

Na última semana, cresceu a especulação de que o senador pelo Distrito Federal Izalci Lucas (PSDB-DF) poderia ocupar o cargo de ministro, o que acabou não acontecendo. Na época, Bolsonaro disse que não havia pensado em um nome para a posição e chegou a brincar que ainda não tinha ficado “viúvo” para pensar no nome da “próxima noiva”

Crise no MEC
Ricardo Vélez durou menos de 100 dias no governo como ministro da Educação. Nesse período, ele demitiu 92 pessoas do alto escalação do MEC. A última exoneração ocorreu na quinta (4), com o afastamento do escritor Bruno Garschagen, um dos principais assessores do ministro.

Com os descompassos na pasta, cargos importantes, como o comando do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), estão vagos. Além disso, nesse período, 20,8% dos servidores pediram demissão, como a ex-secretária de Educação Básica Tânia Leme de Almeida, que deixou a pasta por não ter sido consultada sobre a decisão de o ministro suspender a avaliação de alfabetização.

Além da série de demissões do alto escalão do MEC, Vélez também gerou problemas ao governo devido a declarações polêmicas que deu enquanto estava à frente da pasta. Entre elas, a sugestão para alterar a maneira como é retratado o golpe de Estado que retirou o presidente João Goulart do poder, em 1964. O ministro disse que gostaria de rever a forma como o evento era chamado, banindo o termo ditadura.

Durante o mandato, o ministro enviou uma carta às escolas pedindo para os professores filmarem alunos perante a bandeira durante a execução do Hino Nacional e, após esse momento, pediu que lessem uma mensagem com o slogan da campanha eleitoral de Bolsonaro. O pedido foi retificado na sequência.

Natália Lázaro

Mestre em comunicação pela Universidade Católica de Brasília (UCB) e graduada em jornalismo pela mesma instituição. É autora do livro Cemitério dos Livros Vivos: a Alternativa do Telejornalismo pelo Documentário, da editora Multifoco. Em Nova York, realizou curso profissionalizante em fotografia pela New York Film Academy e prosseguiu os estudos na área pela Escola Brasiliense de Fotografia (EBF). Fez estágio na BandNews FM Brasília e no Jornal de Brasília. Também trabalhou em assessorias de comunicação públicas e privadas.

Últimas notícias

Ministério da Justiça notifica Heineken para ajustar recall

Segundo a Secretaria Nacional do Consumidor, a campanha da cerveja descumpriu compromissos firmados com o departamento ligado ao ministério

3 minutos passados

Victoria Beckham une elegância e rebeldia no London Fashion Week

A estilista britânica apresentou neste domingo (16/02/2020) a coleção de outono/inverno 2020

10 minutos passados

Diego Alves alfineta Dorival Junior: “Sei o que fiz”

Goleiro do Flamengo e então treinador do Rubro-Negro se desentenderam em 2018

10 minutos passados

Brasil se preparou para guerra após morte de general do Irã

Telegramas enviados ao chanceler Ernesto Araújo mostram que havia um risco de confronto e diplomatas adotaram medidas de segurança

16 minutos passados

Ex-BBB Munik copia visual de Luisa Sonza em bloco de Carnaval

Com cabelos loiros e ondulados, a vencedora do Big Brother Brasil 16 foi comparada com a cantora

22 minutos passados

Vidente diz que sabe onde está Madeleine McCann

A "sensitiva" afirma que trabalhou para o governo americano ajudando a localizar pessoas desaparecidas

27 minutos passados