Veja quem pode se vacinar nesta quinta-feira (25/11) em SP, RJ, GO, SC

Anvisa recomendou a aplicação da dose de reforço com o mesmo imunizante, exceto para quem tomou Coronavac

atualizado 24/11/2021 19:19

Vacinação na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. Idosos de 88 anos e antecipação da Pfizer para 50 anosAline Massuca / Metrópoles

Enquanto a Europa passa por nova onda da pandemia, o Brasil intensifica os esforços de vacinação para não seguir o mesmo caminho. Na última semana, mais de 60% de todos os casos de Covid-19 e mortes pela doença registradas no mundo tiveram origem no continente europeu. O aumento já pressiona o sistema de saúde de alguns países.

O Ministério da Saúde promove a campanha de Mega Vacinação até o fim desta semana. Maiores de 18 anos podem tomar a dose de reforço, caso tenham completado cinco meses de intervalo desde a segunda dose.

Saiba como será a vacinação contra a Covid-19 pelo país nesta quinta-feira (25/11):

São Paulo

Em São Paulo, os imunizantes estão disponíveis para toda a população a partir de 12 anos. Para quem ainda não se vacinou, é possível tomar a primeira dose. Também é importante completar o esquema vacinal para obter a proteção completa, com a segunda dose.

Para as doses de reforço, é necessário ter um intervalo de cinco meses completos da segunda dose. Para imunossuprimidos graves, o intervalo é de 28 dias.

É possível se vacinar nos postos de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) ou nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) destinadas à imunização contra a Covid, das 7h às 19h. Os drive-thrus, megapostos e farmácias também aplicam a vacina, das 8h às 17h. Os endereços podem ser acessados na página da prefeitura.

Rio de Janeiro

Tendo em vista a dose extra, a Secretaria de Saúde do Rio previu escalonamento por idade para quem foi integralmente imunizado há pelo menos três meses. A programação começa em 29 de novembro, para pessoas com 59 anos ou mais.

Até o fim deste mês, a prefeitura permite a aplicação de primeira dose em quem ainda não se vacinou. Os imunizantes são aplicados na rede municipal de saúde: UPAs, hospitais, centros de emergência regional, centros municipais de saúde, clínicas da família e centros de atenção psicossocial tipo II e III. Veja os endereços.

Goiás

Em Goiânia, a população acima de 18 anos com cinco meses completos de intervalo da segunda dose podem tomar a dose de reforço. Para imunossuprimidos graves, o intervalo é de 28 dias.

A população a partir de 12 anos pode se imunizar com a primeira ou segunda dose da vacina contra a Covid-19 nos postos da cidade. Nos casos da Pfizer e da AstraZeneca, o intervalo é de oito semanas para a segunda dose.

Confira os locais e horários de vacinação.

Santa Catarina

Em Florianópolis, adolescentes de 12 a 17 anos podem se imunizar com a primeira dose da vacina. Também há aplicação de segunda dose, de acordo com o cartão de vacinas, e doses de reforço.

A dose extra é aplicada 150 dias depois da segunda dose, em maiores de 18 anos. Veja os horários e locais no site da prefeitura.

Mais lidas
Últimas notícias