Veja quem pode se vacinar nesta quarta (8/12) em SP, RJ, GO e RN

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, anunciou quarentena de cinco dias para turistas não vacinados, além de teste RT-PCR

atualizado 07/12/2021 23:58

vacinação adolescentes RJAline Massuca/Metrópoles

O Brasil registra, nesta semana, média móvel de mortes por Covid-19 abaixo de 200. Na comparação com o verificado há 14 dias, houve variação de -10,1%, sinalizando desaceleração nas mortes.

O Ministério da Saúde realiza nova distribuição de imunizantes contra a doença. Entre elas, estão as vacinas da Janssen que serão enviadas, prioritariamente, para cidades de fronteira e população em situação de rua.

O público que recebeu a dose única do imunizante também poderá tomar a dose de reforço com a mesma vacina, de dois a seis meses depois.

A Campanha Nacional de Vacinação continua nesta quarta-feira (8/12). Veja onde se vacinar em algumas capitais brasileiras:

São Paulo

Adolescentes de 12 a 17 anos podem se dirigir aos postos de vacinação da capital paulista, assim como maiores de 18 anos. Para a segunda dose, o intervalo varia de acordo com o imunizante recebido.

Para a Coronavac, são 15 dias de intervalo. Quem recebeu a vacina da Astrazeneca/Oxford pode retornar a partir de oito semanas. O intervalo é de 21 dias para quem foi vacinado com Pfizer.

As doses de reforço são aplicadas em maiores de 18 anos que já completaram quatro meses da segunda dose. Para imunossuprimidos graves, o intervalo mínimo é de 28 dias.

É possível se vacinar nos postos de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) ou nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) destinadas à imunização contra a Covid, das 7h às 19h. Os drive-thrus, megapostos e farmácias também aplicam a vacina, das 8h às 17h. Os endereços podem ser acessados na página da prefeitura.

Rio de Janeiro

A dose de reforço é inoculada em pessoas com 58 anos ou mais. Junto ao calendário semanal, a cidade também permite a aplicação da dose extra em maiores de 18 anos com cinco meses completos de intervalo da segunda dose.

A cidade aplica a segunda dose do imunizante da Pfizer 21 dias após a primeira. É necessário levar documento de identificação, CPF e cartão de vacinas.

Os imunizantes são aplicados na rede municipal de saúde: UPAs, hospitais, centros de emergência regional, centros municipais de saúde, clínicas da família e centros de atenção psicossocial tipo II e III. Veja os endereços.

Goiás

Em Goiânia, adolescentes e adultos podem receber a primeira dose da vacina contra Covid-19. O intervalo é de oito semanas até a segunda dose para quem foi vacinado com Pfizer ou Astrazeneca.

Já a dose de reforço é aplicada em maiores de 18 anos com cinco meses completos da segunda dose.

Veja horários e locais de vacinação no site da prefeitura.

Rio Grande do Norte

Em Natal, moradores com 12 anos ou mais podem receber a primeira dose, inclusive gestantes, puérperas ou lactantes. Para a segunda dose, o intervalo recomendado é de 28 dias para Coronavac, 60 dias para Astrazeneca e 21 dias para Pfizer.

Podem receber a dose de reforço maiores de 18 anos com cinco meses completos da segunda dose. Também imunossuprimidos graves após 28 dias.

Mais lidas
Últimas notícias