metropoles.com

Vale: 300 funcionários estavam na barragem em Brumadinho

Fábio Schvartsman, presidente da empresa, gravou vídeo de desculpas e se disse surpreso com rompimento da unidade, inativa desde 2014

atualizado

Compartilhar notícia

MOISéS SILVA/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDO
Brumadinho
1 de 1 Brumadinho - Foto: MOISéS SILVA/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDO

Dizendo-se consternado com o rompimento da barragem Mina Feijão, em Brumadinho (MG), o presidente da Vale do Rio Doce, Fábio Schvartsman, disse, em coletiva de imprensa no início da noite desta sexta-feira (25/1), que 300 funcionários da empresa trabalhavam no local no momento do acidente. Alguns deles estão desaparecidos: segundo o Corpo de Bombeiros, até o momento 200 pessoas não foram localizadas e são procuradas em meio à lama dos rejeitos de minérios que invadiu rodovias, córregos e plantações da região.

Schvartsman, que assumiu a companhia em 2017 com o lema “Mariana nunca mais”, pediu desculpas e se solidarizou com as famílias das vítimas e equipe da mineradora. “Como vou dizer que aprendemos [com Mariana], se hoje ocorre um acidente desses?”, ponderou o executivo, que chegou da Europa nesta sexta e irá nas próximas horas para o local da tragédia.

Ele divulgou vídeo de desculpas nas redes sociais:

Segundo Fábio Schvartsman, a tragédia surpreendeu a companhia, pois a unidade que rompeu estava totalmente inativa – informação confirmada em nota divulgada mais cedo pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) de Minas Gerais.

Causas e responsabilidades
De acordo com o texto da pasta do governo estadual, a Mina Feijão estava devidamente licenciada, mas não recebia rejeitos desde 2014 e tinha estabilidade garantida pelo auditor, conforme laudo elaborado em agosto de 2018. “As causas e responsabilidades pelo ocorrido serão apuradas pelo Governo de Minas”, diz a nota.

Não há confirmação sobre mortes. Quatro pessoas foram levadas para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, entre elas uma adolescente de 15 anos e duas mulheres, de 22 e 43.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações