Travesti em situação de rua morre após ser queimada viva em São Paulo

Ester Vogue teve 80% do corpo queimado na ação criminosa. A vítima morreu dias antes de completar 34 anos

atualizado 12/11/2020 21:26

Ester VogueInstagram/Reprodução

Queimada viva em pleno centro de São Bernardo do Campo (SP), a travesti Ester Vogue (foto em destaque) não resistiu aos ferimentos e morreu, nessa quarta-feira (11/11). A vítima chegou a ser internada após o crime, ocorrido no domingo (8/11). Ela teve 80% do corpo queimado.

Ester estava em transição para mudança de sexo e se encontrava em situação de rua. Ela foi assassinada três dias antes de completar 34 anos. A informação foi divulgada pela Casa Neon Cunha, que presta serviços para a população LGBTQIA+ da região.

Em nota, a Casa Neon Cunha informa que a Polícia Civil de São Paulo (PCSP) investiga se o crime ocorreu após uma discussão entre Ester e uma mulher, ainda não identificada, que supostamente havia roubado a vítima e seus amigos.

“Clamamos por justiça para Ester e estaremos vigilantes para que as investigações ocorram e que os culpados por esta barbárie sejam identificados e que paguem pelo que fizeram. Mais uma de nós foi vitimada e não descansaremos”, defendeu a entidade.

Acionado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu a travesti e a encaminhou para o Hospital e Pronto-Socorro Municipal.  A vítima, contudo, não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade pública de saúde.

Últimas notícias