SP: medalhista paralímpico diz que foi agredido por servidor do Detran

Alan Fonteles, medalhista de ouro em Londres, conta que ele, a namorada e o sogro foram agredidos após desentendimento com servidor

atualizado 28/07/2021 10:03

Alan Fonteles, atleta paralímpico brasileiroBuda Mendes/Getty Images

São Paulo – O atleta paralímpico campeão mundial de atletismo Alan Fonteles afirmou ter sido agredido por um funcionário do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo na terça-feira (27/7).

O medalhista denunciou que ele, a noiva e o sogro receberam socos, chutes e empurrões de um servidor conhecido como Marco Antônio. O caso foi apresentado no programa Brasil Urgente, da TV Band.

Fonteles relatou que estava em um pátio do Detran na Vila Carioca, zona sul de São Paulo, para retirar seu carro após ter o veículo apreendido por conta de pneus carecas. Ele disse que o funcionário o tratava mal desde a sua chegada, “com muita falta de educação”.

O velocista disse que encontrou um amassado na lataria e questionou Marco Antônio. Nisso, ele teria partido para cima do sogro do atleta paralímpico e dado um tapa no rosto da namorada de Fonteles. Ainda teria ameaçado os três com um revólver.

No momento da agressão, Fonteles, que tem as duas pernas amputadas, usava próteses. “Ele agrediu uma mulher, um idoso e um deficiente físico”, lamentou ao programa televisivo.

Jogos Paralímpicos

Alan Fonteles viaja para Tóquio no próximo dia 6 de agosto para representar o Brasil nos Jogos Paralímpicos. Ele foi medalhista de ouro em Londres, em 2012, e ganhou a prata em Pequim (2008) e Rio de Janeiro (2016)

Ele, a namorada e o sogro prestaram depoimentos no 16º Distrito Policial (Vila Clementino).

Últimas notícias