SP: escola denunciada por maus-tratos funcionou irregular por 16 anos

Secretaria de Educação deu autorização para o funcionamento da escola apenas em novembro de 2016. Unidade funciona há 22 anos, segundo donas

atualizado 17/03/2022 11:53

Crianças sofrem maus-tratos em SPReprodução/Redes sociais

São Paulo – Alvo de denúncia de maus-tratos e tortura, a Escola de Educação Infantil Colmeia Mágica, na zona leste de São Paulo, funcionou 16 anos de forma irregular.

De acordo com uma nota divulgada pelas proprietárias, o estabelecimento está aberto há 22 anos. No entanto, somente em 2016 recebeu autorização de funcionamento por parte da Secretaria municipal de Educação (SME) da capital paulista.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

A unidade de ensino já havia sido investigada por maus-tratos em maio de 2010, quando uma menina de 3 meses morreu após ter sofrido uma parada cardíaca no local. Segundo o G1, a polícia, na época, investigou o caso como “morte suspeita”.

Além disso, em 2014, uma outra mãe denunciou a diretora, Roberta Serme, por agredir seu filho de 2 anos. A Secretaria de Educação disse, em nota ao Metrópoles, que nenhuma denúncia havia sido protocolada durante o período oficial de funcionamento da escola, desde 2016, e que agora a escola está fechada.

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos (SMDHC) acionou a Ouvidoria de Direitos Humanos, que está acompanhando o caso junto aos órgãos competentes.

A Polícia Civil, também por meio de nota, informa que os fatos citados na reportagem são alvo de investigação pela instituição. No entanto, afirma que detalhes serão preservados, pois o caso encontra-se em segredo de Justiça por envolver menores de idade.

Escola nega acusações

Em nota ao Metrópoles, Roberta e Fernanda Serme, diretora e vice-diretora da instituição, afirmam que as denúncias de pais de alunos e professores são “incabíveis, inverídicas e aterrorizantes“.

A escola Colmeia Mágica é investigada desde quinta-feira (10/3) pelos crimes de maus-tratos, periclitação de vida, que é colocar a saúde das crianças em risco, e submissão delas a vexame ou constrangimento por causa de vídeos que circulam nas redes sociais e mostram maus-tratos a quatro alunos.

No documento, as sócias informam que “por medida de segurança, por seus representantes estarem recebendo ameaças de morte a todo instante, a Escola de Educação Infantil Colmeia Mágica ME suspendeu as atividades temporariamente”.

Veja a íntegra da nota da escola:

Nota de Esclarecimento (1) by Grasielle Castro on Scribd

Mais lidas
Últimas notícias