O ex-ministro da educação, Ricardo Vélez, encontrou-se, nesta segunda-feira (15/4), com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) no Palácio do Planalto. Ao sair da sede da Presidência pela entrada principal, exclusiva para visitantes, ele disse que “só veio dar tchau”, ao presidente.

Essa é a primeira vez que ambos se encontram depois da exoneração do colombiano. Segundo agenda oficial do presidente, o encontro ocorreu às 14h30, enquanto ocorria a reunião ministerial na Casa Civil, com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. O ex-chefe da pasta saiu do local às 16h.

Vélez deixou o Planalto com seu carro pessoal. Uma semana antes de ser demitido, ele já havia parado de usar o carro oficial para circular pela esplanada. A demissão de Vélez pode render até R$ 120 mil para os bolsos do ex-chefe da pasta, por conta do auxílio-mudança.

A exoneração foi anunciada pelo Twitter de Bolsonaro, na semana passada. Quem assumiu a pasta foi o professor Abraham Weintraub. Depois da demissão do ex-ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou que faltou expertise e capacidade de gestão à frente da pasta.

O ministro esteve na corda bamba desde o início de seu mandato, com decisões e declarações polêmicas, que impactaram tanto o MEC quanto a imagem do governo de Jair Bolsonaro. Quando demitido, o ex-ministro da Educação, agradeceu, pelo Twitter, ao presidente e desejou sorte ao seu sucessor, Abraham Weintraub.