Servidor do Detran é condenado por fraudar leilão em Cuiabá

O homem usou o cargo para alterar documentos e adquirir cinco carros por R$ 6 mil. Ele confessou o crime e alegou ser "brincadeira"

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 12/11/2019 14:27

O juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá (MT), condenou o servidor público Carlos César da Silva Ferreira, de 31 anos, à perda da função pública e a dois anos de prisão em regime aberto.

Carlos foi denunciado pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPE), acusado de inserir dados falsos no sistema de emissão de documentos, compartilhado entre o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

O homem, conforme o MPE, estava lotado na Comissão de Leilão do Detran quando cometeu o crime, em março de 2014. Leia mais no portal O Livre.

Últimas notícias