*
 

Uma foto divulgada na tarde desta quarta-feira (31/10) pelo Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP) mostra as gêmeas siamesas que foram separadas em cirurgia realizada no local. “Um dia de alegria que marca a história do hospital”, escreveu a equipe médica.

A quinta e última operação para separar as irmãs foi finalizada na madrugada de domingo (28). Em um procedimento considerado muito delicado e que demorou 20 horas, Maria Ysabelle e Maria Ysadora, de 2 anos de idade, deixaram de ter os corpos unidos pela cabeça.

As duas já respiram sem a ajuda de aparelhos e, na foto, aparecem com as cabeças enfaixadas. Elas seguem na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), passarão depois por um processo de reabilitação e ainda não há previsão sobre quando serão liberadas e poderão voltar ao Ceará, terra de origem da família

No futuro, elas também deverão necessitar de cirurgias reparadoras para cobrir a parte da cabeça que ficou sem cabelo. A equipe que participou da separação foi composta por neurocirurgiões, cirurgiões plásticos, neuroradiologistas, anestesistas, pediatras intensivistas e enfermeiros.