RJ receberá 5% a mais de vacinas para conter variante Delta da Covid

Ministério da Saúde diz que, nesta semana, foram entregues mais de 994,4 mil doses ao estado do Rio de Janeiro

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, usou as redes sociais, na tarde deste sábado (7/8), para afirmar que o estado do Rio de Janeiro receberá 5% a mais de vacinas da Covid-19 “para conter o avanço da variante Delta”. A cepa indiana é considerada a mais transmissível em circulação pelo mundo atualmente.

Casos de Covid-19 provocados pela variante Delta já correspondem a quase metade de todos os registros na cidade do Rio de Janeiro. A informação é da Secretaria Estadual de Saúde (SES-RJ), divulgada no inicio deste mês.

A pasta também diz que, nesta semana, foram entregues mais de 994,4 mil doses ao estado do Rio de Janeiro. A última entrega foi realizada ontem, com mais de 690 mil doses. Desde o início da campanha, já foram enviadas mais de 15 milhões de doses para o estado.

Vacina suspensa

Também neste sábado, o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, afirmou que, caso não receba nova remessa de doses de imunizantes contra a Covid até este domingo (8/8), a aplicação da primeira dose da vacina estará suspensa no Rio a partir de segunda-feira.

Soranz informou que as doses recebidas na noite de sexta-feira e distribuídas na madrugada de sábado são suficientes, apenas, para garantir a segunda dose da população alvo. Cinquenta mil doses das 223.868 recebidas estão à disposição para a primeira aplicação.

“Estamos aguardando o envio hoje das doses de Coronavac e Pfizer já no estoque do Ministério da Saúde. Caso o envio não se confirme, teremos que suspender o avanço do calendário para aplicação de primeiras doses na próxima segunda-feira”, escreveu Soranz.

Pedidos

Nesta semana, o Fórum Nacional dos Governadores despachou um ofício ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para pedir o envio de mais doses de vacinas ao Rio de Janeiro, o estado com maior número de casos da variante Delta do coronavírus.