*
 

Um pastor da Igreja Plenitude do Trono de Deus revoltou a comunidade católica após um vídeo de uma das suas pregações viralizar.

Nas imagens, Agenor Duque compara Nossa Senhora a uma garrafa de Coca-Cola. Mesmo sem citar nominalmente a santa, ele diz que ela é escura como o casco e seu rótulo seria o manto.

“A boca dela não fala. O ouvido dela não ouve. Você que está com câncer, tire ela do pedestal. Talvez tenha um altar aí”, afirma o líder evangélico. As informações são do UOL. Em outra cena, Duque solta a garrafa no chão.  “Eu a desafio a levantar. Estou falando da Coca-Cola. Mas você sabe do que eu estou falando”, diz em tom provocativo.

Há pouco tempo, o líder religioso fez uma campanha para que fiéis doassem R$ 3 milhões por mês, que seriam usados para manter os espaços midiáticos da igreja. Duque também fez ataques à imagem de São Jorge.

“Tire esse cavalo que está aí, esse homem que está em cima (do cavalo, São Jorge) e aceite a Jesus Cristo Salvador”, diz o pastor, sendo aplaudido pelos fiéis. A reação foi imediata e fez com que Agenor apagasse o vídeo original.

“Esse pastor, que eu nem vou citar o nome, pegou uma garrafa de Coca-Cola fazendo insultos. Pra que isso? Porque esse ódio à Virgem”, pregou, em sermão, o padre Augusto Bezerra. Outro que ironizou o vídeo foi o padre Léo Assis. “Ô, Agenor Duque, você está fazendo aquilo que o pastor da Universal fez. Você está querendo ganhar ibope”.

 

 

 

 

COMENTE

Nossa Senhorapastor evangélicoblasfêmia
comunicar erro à redação

Leia mais: Religião