Regina Duarte se desculpa por incentivar discriminação contra petistas

A ex-secretária especial de Cultura do governo Bolsonaro foi criticada por postagem que remete a práticas nazistas

atualizado 17/11/2022 20:44

Regina Duarte enxuga suor na testa. Ela veste uma roupa bege | Metrópoles Igo Estrela/Metrópoles

A ex-secretária especial de Cultura do governo Bolsonaro, a atriz Regina Duarte, se desculpou, nesta quinta-feira (17/11), por postagem discriminatória contra apoiadores do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A postagem propunha que os eleitores do Partido dos Trabalhadores (PT) deveriam colocar uma estrela vermelha na fachada dos seus negócios, para serem identificados.

A proposta repercutiu mal nas redes sociais por se assemelhar a práticas nazistas: na ditadura de Hitler, na Alemanha, marcavam-se lojas e casas de judeus, que eram alvos de boicotes e agressões. O símbolo usado na época era o de uma estrela amarela.

A atriz afirmou estar sendo atacada por “petistas” de forma paranoica e caluniosa. “Nunca houve de minha parte menção aos horrores perpetrados contra quem quer que seja”, afirmou. “Minhas sinceras desculpas a quem se sentiu agredido por meu post”.

Memória

Por meio do Twitter, o Instituto Brasil-Israel condenou a ideia da postagem apagada por Regina Duarte e afirmou que “o mais assustador é quando esses boicotes, que começam pelas massas irracionais, são adotados por políticos e artistas”.

“Toda emulação do nazismo nos agride, a nós judeus, porque traz o nazismo e suas práticas para uma posição de normalização, que nós temos a obrigação de combater”, condenou o instituto.

Mais lidas
Últimas notícias