*
 

Um recém-nascido foi encontrado em um cesto de lixo, nesta quarta-feira (26/7), na rodoviária de Andrada, em Minas Gerais (MG). A mãe do bebê tem 23 anos e foi encontrada em estado de choque próximo ao local. Ela afirmou, em depoimento, que achava que a criança estava morta. Os dois foram encaminhados para o hospital. As informações são do UOL.

Uma socorrista do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Jaqueline Soares, estava na rodoviária por acaso, fez os primeiros socorros e desobstruiu as vias respiratórias da criança. “Quando abri a porta tinha muito sangue. O neném estava dentro do lixo, de cabeça pra baixo, e a mãe me disse que estava morto. Vi sangue e algumas coisas no lixo quando ele, de repente, mexeu o braço. Pedi a blusa da mãe, ela me deu sem problemas, e aí coloquei ele na pia e comecei a reanimá-lo”, explicou.

A mãe afirmou que não sabia que estava grávida, disse ter sentido fortes dores e quando chegou ao banheiro estava em trabalho de parto. Segundo ela, a criança caiu dentro do vaso, em seguida, jogou o bebê no lixo e saiu. O caso é acompanhado pelo Conselho Tutelar da cidade. Uma irmã da mulher se apresentou e manifestou interesse em ter a guarda da criança. Ela disse que também não sabia da gravidez.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a conduta da mãe, caso seja comprovada má-fé ela pode responder criminalmente pelo ato. “De porte das informações, foi instaurado um inquérito policial e serão apuradas no prazo de 30 dias as circunstâncias do fato, como a conduta da mãe do bebê”, explicou o delegado Fabiano Roberto Mazzarotto Gonçalves.