PTB terá candidato próprio ao Senado em SP e inicia seleção

Segundo partido, cinco filiados já indicaram seus nomes, como o professor Stavros Xanthopoylos e o jornalista José Carlos Bernardi

São Paulo – O PTB decidiu que terá candidato próprio ao Senado em São Paulo, e abriu uma espécie de “processo seletivo” para que filiados ao partido sugiram seus nomes para pleitear a vaga. Os interessados devem se manifestar até domingo (1º/5), e a escolha deverá ser feita pela executiva estadual da sigla na próxima semana.

Na segunda (2/5), os inscritos apresentarão suas ideias em um encontro da legenda, que será realizado no Nacional Club, zona oeste da capital paulista.

Segundo o PTB, até agora já há cinco interessados em concorrer ao Senado. Um deles é Flavio Beall, administrador de empresas que já tentou se eleger vereador de São Paulo em 2020, mas não teve sucesso.

O segundo é José Carlos Bernardi, jornalista e comentarista da Jovem Pan, que no ano passado fez um comentário antissemita ao dizer que o Brasil enriqueceria como a Alemanha “se a gente matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico deles”.

Outro nome é Lindemberg Gonçalves, que a legenda identifica como “advogado cego que quer lutar pelas pessoas deficientes”. O quarto interessado é Ribas Paiva, advogado, fundador do Nacional Club e da União Nacionalista Democrática (UND).

O quinto nome no páreo para a disputa ao Senado é Stavros Xanthopoylos, professor e ex-diretor da área de cursos online da FGV, que atuou como consultor de Jair Bolsonaro (PL) na área da educação durante a campanha presidencial de 2018.