*
 

Servidores estaduais fazem um protesto nesta tarde de quarta-feira (8/11) pelo pagamento de salários atrasados e do décimo-terceiro salário do ano passado. Por volta das 16h foi registrado um princípio de tumulto em frente à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), e três bombas de efeito moral foram jogadas contra os manifestantes. Pelo menos sete pessoas foram presas. A informação é do jornal O Globo.

Segundo a reportagem, o grupo resolveu andar até a delegacia de São Cristóvão, depois do ocorrido, para onde os detidos foram levados. Segundo a Polícia Militar (PM), eles estavam com materiais explosivos, escudos, atiradeiras com bolas de gude e balaclavas.

O protesto é realizado exatamente no dia em que completa um ano depois da invasão do plenário do Palácio Tiradentes em razão do pacote de medidas contra crise do governo Pezão.O trânsito está complicado no Centro do Rio. O Batalhão de Choque está fazendo a segurança do local.

De acordo com o texto, devido ao ato, a Avenida Presidente Antônio Carlos está interditada, a partir da altura da Avenida Almirante Barroso. Há congestionamento na região. Segundo o Centro de Operações Rio (COR), da prefeitura, agentes da CET-Rio e Guarda Municipal estão no local. O desvio é feito pela Rua Almirante Barroso.
 

 

COMENTE

rioProtestoservidoresalerj
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil