*
 

Enviadas especiais a Curitiba (PR) – A presença de Luiz Inácio Lula da Silva na Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense, onde está preso desde a noite de sábado (7/4), vem causando transtornos no atendimento aos cidadãos nesta segunda-feira (9).

Quem tem horário marcado para emissão de passaporte, por exemplo, enfrenta problemas para entrar na PF. Com o bloqueio da Polícia Militar em em torno do prédio, as pessoas precisam mostrar aos policiais documentos comprovando o atendimento agendado. O acesso à Superintendência é liberado em grupos de 10 em 10 pessoas.

A PF não informou até quando o atendimento será assim, mas destaca que os serviços não serão interrompidos.

A cerca de 100 metros de onde Lula está preso, militantes favoráveis ao petista continuam acampados, porém, em número menor do que o observado na noite de domingo (8). Havia, por volta das 9h15, uma roda com músicos tocando violão e cantando músicas regionais. Os apoiadores dizem que, ao longo do dia, o número de pessoas deve aumentar, inclusive com caravanas vindas de outros estados.

A pré-candidata à Presidência da República Manuela D’Ávila (PCdoB) viajou para Curitiba e é esperada na área onde estão os militantes.

Não havia registro de manifestações contrárias ao ex-presidente até a publicação desta matéria. (Com informações da Agência Estado)

 

 

COMENTE

prisão de Lula
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil