Presidente municipal do PSol em Xapuri é assassinado

O presidente nacional do partido exige uma resposta. Vítima também era seringueira, como Chico Mendes, assassinado na cidade em 1988

atualizado 21/11/2019 19:17

Reprodução/ Facebook

O presidente do PSol de Xapuri, cidade no interior do Acre, foi assassinado na última quarta-feira (20/11/2019). Testemunhas informaram à Polícia Militar que o autor dos disparos que mataram Josemar Silva Conde brigava judicialmente com ele por divisões de limite de propriedades.

Segundo o portal iG, testemunhas informaram que o suposto assassino teria fugido pela mata levando uma espingarda, a arma do crime. O caso aconteceu na Reserva Extrativista Chico Mendes, um local que, segundo moradores, tem um acesso complicado e onde ser demora cerca de 5 horas para se chegar a uma estrada com acesso a carros.

O presidente nacional do partido, Juliano Medeiros se manifestou nesta quinta-feira (21/11/2019) em seu Twitter pedindo justiça: “Acabo de ser informado que o presidente do PSol em Xapuri, cidade do grande Chico Mendes, foi barbaramente assassinado.  Exigimos apuração do crime. Chega de impunidade!”

Em referência ao caso Mariele Franco, vereadora do PSol-RJ, que foi assassinada em 2018 e ainda não teve seu caso completamente esclarecido, Medeiros afirmou que não aceita passar tanto tempo esperando a solução de mais um caso. “Exigimos respostas. Não aceitamos esperar mais 600 para saber porque um dos nossos tombou e qual a natureza do crime”.

Josemar era conhecido como Tripinha e tinha 47 anos. Além de comandar o partido na região, atuava como seringueiro, mecânico e pequeno empresário, e já havia concorrido a vice-prefeito de Xapuri.

O corpo dele foi resgatado por helicópteros, e o presidente nacional do partido se solidarizou com a família da vítima.

Últimas notícias