Temer assina decreto para lançar Rede Nacional de Governo Digital

O programa tem como objetivo integrar o fluxo de informações entre as administrações federal, estaduais e municipais

atualizado 26/11/2018 19:20

O presidente Michel Temer assinou nesta segunda-feira (26/11) um decreto para a criação da Rede Nacional de Governo Digital, chamada de Rede Gov.br, durante evento do Ministério do Planejamento, em Brasília.

“A rede é o passaporte da administração pública para o século 21 É a consolidação de um serviço público com as necessidades dos brasileiros. Todos passam a ter um serviço melhor e mais barato”, discursou Temer.

O programa, segundo o governo, tem como objetivo integrar o fluxo de informações entre as administrações federal, estaduais e municipais, bem como compartilhar ferramentas e soluções tecnológicas. O objetivo, de acordo com o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, é reduzir a burocracia do Estado. “O Estado ainda mantém padrões de governo desenhados há 30 anos, 40 anos. Nosso governo ainda é analógico, mas os serviços públicos terão que ser digitais”, disse.

De acordo com Temer, a digitalização do governo já gerou economia de R$ 600 milhões e com o novo programa ela deve ser ainda maior. O presidente, no entanto, não deu uma estimativa do quanto a mais poderá ser economizado. “Com engajamento do governo e da sociedade estamos erguendo o Brasil que todos queremos”, disse.

Em 2017, o Censo de Serviços Públicos da Administração Pública Federal apontou que apenas 38% dos 1,7 mil serviços públicos federais eram digitais. Atualmente, segundo o Planejamento, os serviços públicos ultrapassam a marca dos 1,8 mil e a digitalização chegou a 40% deles. Ainda segundo a pasta, 150 novos serviços federais passaram a ser oferecidos pela internet por meio do portal servicos.gov.br.

Mais lidas
Últimas notícias