“Querem de volta a ideologia de gênero?”, pergunta Bolsonaro em discurso

Presidente aproveitou a ocasião para afagar o ministro da Educação, Milton Ribeiro, dizendo que ele faz um excelente trabalho

atualizado 13/10/2021 14:34

Jair BolsonaroFábio Vieira/Metrópoles

Em cerimônia de entrega de títulos de propriedades rurais, em São Paulo, nesta quarta-feira (13/10), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) perguntou aos presentes se eles gostariam de ter de volta o ensino da “ideologia de gênero” nas escolas públicas.

“Peguei um Brasil arrasado eticamente, economicamente e moralmente. Eu pergunto a vocês: vocês querem a volta, para o Ministério da Educação, do Haddad, que lá ficou por 12 anos? Querem a volta da ideologia de gênero para os nossos filhos?”, questionou Bolsonaro.

O presidente aproveitou o momento para afagar o ministro da Educação, Milton Ribeiro. “Tenho hoje, na Educação, o seu Milton, evangélico aqui de Santos, que faz um excelente trabalho. Não é fácil alterar os rumos de um transatlântico, mas a gente vai mudando devagar e dando esperança pra vocês”, disse o mandatário.

O chefe da pasta – que, nos últimos meses, foi alvo de críticas por declarações sobre acesso à universidade e à educação inclusiva –  é pastor da Igreja Presbiteriana e, segundo seu currículo na plataforma Lattes, é graduado em teologia e direito, e tem mestrado em direito e doutorado em educação. O religioso assumiu o ministério logo após a saída de Abraham Weintraub, em junho de 2020.

Durante a fala sobre educação, Bolsonaro ainda direcionou alfinetadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao Partido dos Trabalhadores. Segundo o chefe do Executivo federal, o PT é o “maior grupo criminoso da história do mundo”.

“Não podemos aceitar o discurso fácil da esquerda e daqueles canalhas que há pouco estavam sentados na cadeira presidencial, mas que organizaram o maior grupo criminoso da história do mundo, e roubaram quase tudo da nossa nação por um projeto de poder. Alguns querem reconduzir a cadeira presidencial exatamente a esse, que colocou o Brasil numa situação complicada”, declarou o titular do Palácio do Planalto.

Acompanharam Bolsonaro, na solenidade de entrega de títulos de propriedades rurais, o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Geraldo Melo Filho; o secretário especial de Assuntos Fundiários, Nabhan Garcia; e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Em São Paulo desde sexta-feira, Bolsonaro retorna à capital federal na tarde desta quarta-feira (13/10).

Últimas notícias