Queiroz financiou imóvel antes de pagar cirurgia à vista, diz jornal

O apartamento está localizado no Rio de Janeiro, onde o ex-assessor e a mulher cumprem hoje prisão domiciliar

O ex-policial militar Fabrício Queiroz teria financiado um apartamento junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$ 285,5 mil três meses antes de pagar, em dinheiro vivo, uma cirurgia no hospital Albert Eistein, que custou R$ 133 mil.

Essas informações foram reveladas pela colunista Bela Megale, do jornal O Globo. O apartamento financiado com empréstimo do banco estatal fica no Rio de Janeiro (RJ), onde Queiroz e a mulher, Márcia Aguiar, cumprem hoje prisão domiciliar.

Os documentos mostram que o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) teria dado pouco mais de R$ 71 mil de entrada no imóvel. Não foi possível detalhar, contudo, se o valor foi pago em dinheiro vivo.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), no entanto, encontrou uma agenda, em posse de Márcia Aguiar. No caderno, ela anotou gastos da cirurgia e da viagem para São Paulo, por R$ 174 mil, que teria sido identificado como “dinheiro recebido”.

“A preferência por financiar parte do imóvel se deveu aos baixos juros de tal operação, menores que a lucratividade que obtinha com a aplicação dos recursos”, afirmou o advogado Emílio Catta Preta, que defende Queiroz, em nota enviada à coluna.

1/5
Queiroz foi preso em operação da Polícia Civil e do MP de São Paulo
Queiroz estava em um imóvel em Atibaia quando foi preso
Queiroz foi preso em operação da Polícia Civil e do MP de São Paulo
Queiroz foi preso em operação da Polícia Civil e do MP de São Paulo
Ministério Público do Rio conduziu a operação que prendeu Queiroz