PSD vai apoiar voto aberto para presidente do Senado

O partido definiu a nova orientação em reunião realizada na noite desta quinta-feira, com a presença dos oito parlamentares da sigla

Em reunião realizada na noite desta quarta-feira (29/1), da qual participaram os oito senadores da sigla, o PSD decidiu apoiar o voto aberto para a escolha do novo presidente do Senado. A definição do novo mandatário será realizada na próxima sexta-feira (1º/2), quando os parlamentares eleitos tomam posse. O próximo chefe da Casa ficará no comando por dois anos.

“Nosso desejo é de que a população tenha acesso às decisões de cada um dos nossos filiados garantindo a transparência exigida pelos brasileiros” disse o senador Omar Aziz, líder da bancada.

Tradicionalmente, o voto para eleição tanto do presidente do Senado quanto da Câmara é secreto. Neste ano, porém, o senador Lasier Martins (PSD-RS) protocolou um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a eleição do próximo presidente do Senado fosse feita com voto aberto.

Inicialmente, o ministro Marco Aurélio Mello concedeu liminar impondo a regra. Na sequência, porém, o ministro Dias Toffoli cassou a decisão. Dessa forma, quem irá definir as regras será o próprio Senado.