Pesquisa aponta que 55% não votariam em Doria para presidente

Levantamento do Datafolha mostra que a aprovação ao prefeito de São Paulo perdeu força nos últimos meses

A aprovação ao prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), perdeu força, aponta o primeiro levantamento do Instituto Datafolha realizado depois que se intensificou o movimento para possível candidatura dele a presidente, em 2018. A pesquisa foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo neste domingo (8/10). Doria tem 32% de aprovação, a mais baixa desde o começo da administração, em janeiro. A pesquisa foi realizada nos dias 4 e 5 de outubro.

O instituto afirma ainda que o prefeito tem 26% de rejeição e 40% de apreciação regular. Pela primeira vez, a avaliação regular supera a positiva. Há quatro meses, a pesquisa Datafolha apontava que Doria tinha 41% de ótimo/bom, 22% de ruim/péssimo e 34% de regular.

De acordo com 37% dos entrevistados pelo Datafolha, o prefeito de São Paulo será candidato a presidente. Em junho, 21% tinham essa expectativa. Entretanto, 58% querem que Doria prossiga na função atual, em oposição a 10% que desejam vê-lo na briga pelo governo federal ou a 15% que preferem que ele se candidate a governador de São Paulo, segundo a pesquisa.

Dos entrevistados, 55% afirmam que não votariam no prefeito para presidente. Na candidatura a governador, a taxa é de 47%. Conforme 45% dos eleitores da capital, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) é quem deveria ser o candidato do PSDB a presidente; 31% preferem Doria. A margem de erro da sondagem é de 3 pontos. Foram entrevistadas 1.092 pessoas.