No Twitter, Netanyahu agradece Bolsonaro por “holocausto nunca mais”

Presidente de israel elogiou o "comovente tributo". O militar da reserva compartilhou publicação e mandou um abraço a "Bibi"

atualizado 03/05/2019 14:25

Fernando Frazão/Agência Brasil

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, usou suas redes sociais nesta sexta-feira (03/05/2019) para agradecer o chefe do Executivo brasileiro, Jair Bolsonaro (PSL), pela iniciativa de projetar a frase “holocausto nunca mais” nas torres do Congresso Nacional, na última quinta (02/05/2019).

“Obrigado ao meu amigo e ao povo brasileiro por esse comovente tributo ao Dia da Memória do Holocausto”, declarou.

O israelense criou proximidade com o presidente brasileiro primeiro em visita realizada ao Brasil. Netanyahu esteve na posse de Bolsonaro. Na sequência, o brasileiro retribuiu a visita, em março deste ano. Demonstrando intimidade, Bolsonaro retuitou a publicação e usou o apelido de Netanyahu para mencioná-lo: “Um forte abraço, Bibi”, disse. E completou com a saudação de despedida em hebraico: “shalom”.

Na noite de 1º de maio, dia da Recordação do Holocausto e do Heroísmo, a Confederação Israelita do Brasil (Conib) solicitou a projeção da frase “holocausto nunca mais” nas torres do Congresso. A data marca uma homenagem à memória dos mais de 6 milhões de judeus vítimas do genocídio nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

O Yom HaShoá VehaGvurá, nome da data em hebraico, segue o calendário judaico e é um feriado nacional em Israel. Tem início na noite de 1º de maio e vai até o pôr do sol do dia seguinte, no calendário gregoriano. Em Israel, não há expediente nos estabelecimentos públicos e as pessoas param, por dois minutos, após as sirenes de ataques aéreos soarem.

Últimas notícias