Lula defende piadas de nordestinos e critica o politicamente correto

Ex-presidente disse que "mundo está chato para cacete", pois todas piadas viraram "politicamente erradas"

atualizado 26/04/2022 13:49

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), participa nesta manhã de quinta-feira,10, no hotel Nobile Downtown, da reunião “Mulheres com Lula para reconstruir o Brasil”, organizada pela Secretaria Nacional de Mulheres do PT e pela presidente do partido, deputada Gleisi Hoffmann (PT). Foto: Fábio Vieira/MetrópolesFábio Vieira/Metrópoles

Ao defender a pluralidade de vozes, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou, nesta terça-feira (26/4), o chamado “politicamente correto”. O termo se refere ao uso de narrativas consideradas estereotipadas ou que podem representar uma forma de discriminação.

“Nós não queremos um mundo unipolar, em que só pode estar na mesa um pensamento, uma tese. Não. Nós queremos um mundo multipolar, que tenha 500 pessoas discutindo na mesa. Aí sim a gente vai ter um mundo feliz. O cara contando piada de nordestino e eu rindo. Eu contando piada de outras pessoas, e as pessoas rindo”, disse o petista, em entrevista coletiva a youtubers e mídia independente.

“Está proibido contar piada no mundo, está chato pra cacete. O mundo está pesado. Sabe, todas as piadas agora viraram politicamente erradas. Então, não tem mais graça. Se você quer dar risada, é nesses programas de humorismo chato para cacete de televisão”, disparou ele. “Me parece que depois que Chico Anysio morreu, desapareceram os humoristas no Brasil”, prosseguiu.

0

Mais lidas
Últimas notícias