Luciano Hang desiste de concorrer ao Senado nas eleições de outubro

Empresário bolsonarista tentaria uma vaga pelo estado de Santa Catarina, mas experiência familiar o fez mudar de ideia

O empresário Luciano Hang, popularmente conhecido como “Veio da Havan”, anunciou pelas redes sociais que desistiu de disputar um cargo político nas próximas eleições. Hang tentaria uma vaga ao Senado Federal pelo Partido Liberal, mesma sigla do presidente Jair Bolsonaro (PL), por Santa Catarina.

Hang revelou que uma experiência familiar o motivou a desistir da corrida, pois já dedica 100% do tempo ao trabalho e à familia. O dono da rede Havan disse que foi procurado por diversos partidos e figuras políticas e usou a experiência para “aglutinar conhecimento político”.

“Me dediquei a vida toda ao trabalho, sem sábado, sem domingo. Estava sem férias há 2 anos e nesse momento que peguei minha família para ir longe e tomar uma decisão, me acontece esse problema. […] Pensei na família e nos meus funcionários e não serei político. Tenho certeza que as pessoas vão entender”, refletiu Hang.

“Essa semana, quando eu estava na montanha esquiando houve um fato que talvez tenha tomado mais a minha decisão. Estava com meus filhos na montanha e um deles teve um mal súbito e de repente ele estava no chão, durante 30 ou 40 minutos, praticamente inconsciente. Não sentia as mãos, não respirava e não conseguia enxergar e eu longe de tudo e de todos, sem saber o que fazer. Naquele momento, eu mais desesperado que ele, qualquer lugar era longe, repensei a minha vida em poucos minutos”, detalhou.

No início da fala, o empresário revelou que, em uma conversa com Bolsonaro, o mandatário pediu que ele pensasse em concorrer ao cargo. “Não existe um salvador da pátria. […] Não consigo fazer nada sem um Congresso. Você me ajudaria muito se disputasse uma vaga ao Senado”, disse Bolsonaro, segundo Hang.

Durante a fala, o empresário também agradeceu aos brasileiros, que, segundo ele, deram tudo que ele tem. Hang explicou que deseja continuar ajudando a população a “expandir o pensamento” e empregar mais pessoas, a fim de “fazer do Brasil o que ele merece”.

“Não iria ser senador por projeto pessoal, para ganhar dinheiro ou não ser prejudicado. Se eu não tivesse coragem, não teria me dedicado nesses cinco anos. Sigo minha vida sendo um ativista político e tentando fazer o melhor pelas pessoas”, afirmou.

Desde julho do ano passado, Luciano Hang já vinha sendo testado na opinião pública catarinense. Segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, realizado de 15 a 19 de julho de 2021, Hang aparecia com 22,9% das intenções de voto. Em seguida, estavam Raimundo Colombo (PSD), com 17,3%, João Rodrigues (PSD), com 7,9%, e Dário Berger (MDB), com 5,3%.

A pesquisa ouviu 1.514 eleitores a partir dos 16 anos, em 86 municípios. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais.