Governo enviará ao Congresso plano de ajuda a estados e municípios

Os projetos, que devem chegar em 20 dias à Casa, são para o plano de auxílio e o a repartição de recursos do pré-sal

atualizado 09/04/2019 17:17

RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

O secretário especial da Fazenda, , disse que o governo encaminhará em 20 dias ao Congresso Nacional dois projetos para ajudar os estados e municípios: o plano de auxílio e o projeto que prevê repartição de recursos do pré-sal com os entes.

A repartição do Fundo Social, que recebe os recursos do pré-sal, com estados e municípios foi a saída “estrutural” encontrada pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, para ajudar os entes a longo prazo. Waldery falou que usará como base para essa repartição os R$ 4 bilhões de Lei Kandir e Fundo de Apoio à Exportação, mas que o valor será superior a isso. Mais cedo, Guedes disse que quer 70% do Fundo Social dividido com os Estados e municípios já no próximo ano.

Em relação ao Plano de Equilíbrio Financeiro (PEF), apelidado de “Plano Mansueto”, Waldery disse que a ajuda valerá também para municípios, desde que eles apresentem medidas de ajuste fiscal que terão impacto dentro do mandato do atual prefeito.

O plano valerá por quatro anos, então os prefeitos eleitos a partir do ano que vem também poderiam entrar com pedidos no futuro. As medidas podem ser tanto pelo lado das despesas, quanto pelas receitas.

A ideia do plano é dar garantia do Tesouro Nacional para empréstimos dos entes em montantes proporcionais ao impacto que terão as medidas financeiras adotadas. “O ponto central é ajudar quem quer sair de pressão financeira via ajuste”, afirmou.

Últimas notícias