Fritado, Mandetta reclama de “crise ética” em momento de pandemia

Ministro foi alvo de críticas em conversa vazada entre o ministro Onyx Lorenzoni, colega de DEM, e o deputado federal Osmar Terra (MDB)

atualizado 09/04/2020 21:24

Mantido no cargo por muito pouco esta semana, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, segue sob fogo de dentro do governo e fez um desabafo em entrevista ao jornalista Gerson Camarotti, da rede Globo: “Crise ética é o que mais se vê neste momento de epidemia”.

O ministro não fez uma relação direta, mas o assunto do dia envolvendo seu nome foi um diálogo entre o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) em que os dois falam sobre sua demissão. “Ele não tem compromisso com nada que o Bolsonaro está fazendo”, teria dito Onyx, segundo a rede de TV CNN Brasil, que ouviu a conversa. Terra teria respondido: “E ele se acha”.

Para não esquentar ainda mais o assunto, Mandetta não participou da tradicional entrevista coletiva diária sobre o combate ao coronavírus, realizada no Palácio do Planalto.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que quase demitiu Mandetta, tentou se manter longe da polêmica em sua live no Facebook nesta quinta-feira (09/04). “Quem tá esperando eu falar do Mandetta, Osmar Terra e Onyx, pode passar para outra live. Não ver isso aqui não, tá ok?”, disse ele, que logo depois, porém, alfinetou seu ministro da Saúde. “O médico não abandona o paciente, mas o paciente pode trocar de médico“, disse, na mesma transmissão.

Últimas notícias