Freixo quer convocar Moro a depor na CPMI das Fake News

Objetivo, segundo ele, é que o ex-ministro esclareça declarações acerca de supostas tentativas de Bolsonaro em intervir na Polícia Federal

O deputado federal Marcelo Freixo (PSol-RJ) anunciou, nesta sexta-feira (24/04), que pedirá a convocação do agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News. O objetivo, segundo ele, é que o ex-juiz esclareça declarações acerca de supostas tentativas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em interferir na Polícia Federal (PF).

“Estou pedindo a convocação de Moro na CPMI das Fake News para que ele preste esclarecimentos sobre a demissão de Valeixo e sobre as interferências de Bolsonaro na Polícia Federal para proteger a família”, escreveu. 

Freixo também disse que o que chamou de “delação premiada” de Moro, em referência ao pronunciamento feito nesta sexta-feira, “não atenua o fato de ele ter usado o Ministério da Justiça e a Polícia Federal para encobrir diversos crimes da família Bolsonaro”.

Para o deputado, Moro se aproveitou do Ministério da Justiça e da PF para “proteger a família Bolsonaro” no caso do assassinato da ex-vereadora pelo Rio de Janeiro Marielle Franco (PSol), “blindar as relações do clã com milicianos e acobertar o laranjal”, lembrando denúncias de fraudes em candidaturas femininas nas eleições de 2019, quando o presidente foi eleito.

“Vamos combinar uma coisa, Moro sempre soube quem é Jair Bolsonaro. Ambos estão pouco se lixando para a corrupção. Cada um está fazendo o seu jogo em nome de seu projeto de poder pessoal”, criticou Freixo. “O sujo falando do imundo.”