Equipe de Bolsonaro discute nova tabela de frete para evitar greve

Uma das principais críticas do setor produtivo é que a tabela vigente foi elaborada de forma unilateral pela ANTT

atualizado 13/12/2018 8:51

Michael Melo/Metrópoles

Uma nova tabela de frete, que deve ser apresentada em janeiro pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para substituir a atual já é discutida pela equipe de transição. A proposta ficará em consulta pública para que todos os agentes do setor possam dar sugestões. As informações são do jornal O Globo.

Uma das principais críticas do setor produtivo é que a tabela vigente foi elaborada de forma unilateral pela ANTT, no afogadilho, para acabar com a greve dos caminhoneiros, que praticamente parou o país em maio.

A nova contemplará vários tipos de veículos para diversos tipos de carga. Na quarta-feira (13/12), a Advocacia-Geral da União (AGU) conseguiu derrubar a decisão do ministro Luiz Fux, do STF, que suspendia o pagamento de multas pelo não cumprimento da tabela. Esta liminar chegou a provocar um início de paralisações na segunda-feira, em estradas de São Paulo e Rio de Janeiro.

De acordo com a reportagem, o futuro ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, já sinalizou que vai trabalhar para que a tabela do frete seja cumprida no país, em novos parâmetros, mais aderentes ao mercado, estabelecendo um piso correto que cubra os custos e remunere os caminhoneiros.

Últimas notícias