“Enquanto eu for presidente, não haverá aborto”, afirma Bolsonaro

Presidente conversou com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada e ouviu pedido para "proteger as vidas"

atualizado 23/04/2020 11:17

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Ao conversar com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, nesta quinta-feira (23/04), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse ao grupo que o aguardava que “enquanto for presidente, não haverá aborto“.

Como de costume, Bolsonaro parou o carro na saída da residência oficial para conversar com apoiadores que o aguardavam. Crianças cantaram músicas para o chefe do Executivo, sob a coordenação do padre polonês Pedro Stepien, e entregaram bonecos, miniaturas de feto.

O padre pediu a Bolsonaro para “defender nossas vidas”. “Não queremos aborto. Defende nossas criancinhas, não queremos aborto”, pediu.

Miniatura representa feto humano com dez semanas de gestação

“Muito bom começar o dia assim… Enquanto eu for presidente, não haverá aborto”, respondeu o presidente, que não concedeu entrevista aos jornalistas.

A ADI 5581, que pede a liberação do aborto em casos de mulheres infectadas pelo Zika vírus, está marcada para ser votada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira (24/04). Não há confirmação da pauta até o momento.

Últimas notícias