Emocionada, Dilma volta ao Congresso pela 1ª vez após o impeachment

Ex-presidente foi recepcionada pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, pelo ex-prefeito Fernando Haddad e por aliados

Com os olhos marejados, a ex-presidente Dilma Rousseff voltou ao Congresso Nacional, na manhã desta quarta-feira (04/09/2019), pela primeira vez após impeachment que a tirou da Presidência da República. Perguntada pelo Metrópoles sobre o sentimento relacionado ao retorno, ficou em silêncio.

Dilma chegou pela Chapelaria da Câmara dos Deputados por volta das 9h50, onde a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, a esperava com grande expectativa, acompanhada de aliados da esquerda. Candidato à Presidência pelo partido nas eleições de 2018, Fernando Haddad chegou pouco antes de Dilma.

Na Chapelaria, a ex-presidente teve uma recepção calorosa. Abraçou os presentes, um a um, à medida que se aproximavam. O grupo caminhou até o Anexo II da Câmara, local onde Dilma e Haddad participam de evento em oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Na chegada ao Auditório Nereu Ramos, a petista recebeu apoio em forma de música: “Olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma!”.

Acontecem, no local, um ato e um seminário em defesa da soberania nacional, do emprego e contra as privatizações do governo. Também será lançada a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional.

Ao ocupar o centro da mesa principal, Dilma foi novamente ovacionada: “Dilma, guerreira do povo brasileiro”, entoava a plateia. Sentados ao lado dela, estão políticos como Haddad e Guilherme Boulos (PSol).

O evento foi iniciado com o Hino Nacional. Ao fim da música, partiu da organização o grito “Lula livre“, e da plateia, “venceremos”.