Em clima de tensão, Bolsonaro visita escola militar em Manaus

Dois dias antes da visita, agentes da PRF teriam intimidado professores que planejavam protestos contra o presidente. MPF investigará o caso

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) visita, na manhã desta quinta-feira (25/07/2019), a capital amazonense em clima de apreensão. Embora o presidente tenha na agenda em Manaus somente compromissos fechados, sem acesso da população em geral, a visita foi antecedida por denúncias de suposta repressão a manifestações de professores por parte de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A suspeita de intimidação feita por policiais na sede do Sindicato dos Trabalhadores na Educação do Amazonas será investigada pelo Ministério Público Federal (MPF).

Além disso, o presidente foi avisado, nessa quarta-feira (24/07/2019), pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que também teria sido alvo de interceptação telefônica por parte do grupo de hackers preso ela Polícia Federal.

Na manhã desta quinta, Bolsonaro postou na conta oficial do Twitter uma foto ao lado de uma criança fardada e fazendo continência, para anunciar a chegada a Manaus.

O chefe do Executivo visita o Colégio Militar da Polícia Militar do Amazonas (CMPM V) e se encontra com alunos no auditório da escola. A instituição de ensino recebeu o prêmio de Melhor Escola do Mundo na Olimpíada Internacional de Matemática Sem Fronteiras (OIMSF), na semana passada, no Japão.